Descoberto no Peru templo milenar onde se sacrificava mulheres

Arqueólogos peruanos descobriram um templo cerimonial de 1.200 anos de antiguidade que era utilizado para sacrificar mulheres com o objetivo de render culto aos deuses das culturas pré-incas na região de Lambayeque (Norte), Peru, informou o diretor do projeto, Edgar Bracamonte.

Neste templo, dizem os investigadores, convergem diversas culturas peruanas — como a Moche, Cajamarca e Wari — que depois se tornaram a civilização Lambayque, que precedeu o Império Inca.

“Descobrimos um templo cerimonial de 1.200 anos de antiguidade que servia como recinto secreto onde os sacerdotes efetuavam sacrifícios de mulheres para seus deuses”, afirmou à AFP o arqueólogo Bracamonte, da cidade de Chiclayo na região Lambaye (a uns 790 km ao Norte de Lima).

“Trata-se de um templo para cerimônias privadas, tem plataformas e uma rampa central que foi coberta por terra, onde se colocou grande quantidade de oferendas. Entre elas, seis enterros de jovens mulheres, que foram encontradas em diferentes partes”, revelou o arqueólogo.

Leia também:
Abu Simbel, os templos salvos da inundação
Templo Konarak, a carruagem do deus Sol
Abundância fabulosa de cores em estátuas gregas antigas

Bracamonte, que dirigiu as investigações desde dezembro, disse que os crânios das mulheres sacrificadas estavam em direção aos Andes. “O que atraiu minha atenção foi a posição atípica de um dos enterros de uma jovem mulher de aproximadamente 24 anos. Estava colocada na parte central da rampa, junto a um camelídeo e vasilhas de cerâmica”.

“Essa descoberta é muito importante porque revela uma estreita relação entre os Mochicas e a cultura Lambayeque”, acrescentou Bracamonte.

O templo está localizado na Huaca Santa Rosa, no distrito de Pucalá, a uns 30 quilômetros da cidade de Chiclayo.

No notre do Peru, a cultura Moche se desenvolveu entre os anos 100 e 700 d.C, a Cajamarca de 200 a 800 d.C., enquanto que a Wari, que envolveu uma grande parte da costa peruana e a serra sul do país, existiu de 500 a 900 d.C.

Finalmente, a Lambayeque, que ocupou toda costa, se desenvolveu de 700 a 1.375 d.C.

 
Matérias Relacionadas