Tempestade tropical Claudette deixa inundações e tornados nos Estados Unidos

Por Agência EFE

A tempestade tropical Claudette no sábado causou inundações e tornados que deixaram um saldo de pelo menos três feridos e mais de cinquenta casas danificadas antes de perder força para se tornar depressão tropical no sudeste dos Estados Unidos.

A terceira tempestade tropical este ano na bacia do Atlântico gerou vários tornados no Alabama e na Flórida, onde, de acordo com a Agência de Gerenciamento de Emergências do Condado de Escambia (EMA), um tornado atingiu a área de East Brewton deixando pelo menos três feridos e várias casas danificadas.

Um parque de trailers na fronteira Flórida-Alabama sofreu sérios danos, com 50 dessas casas danificadas, enquanto o telhado de um centro esportivo foi levado por fortes ventos, disse o canal 10 local.

A isto se soma a queda das linhas de transmissão e o fato de um grande caminhão capotado devido ao “vento forte ou relacionado a um tornado”, embora sem feridos, informaram as autoridades de emergência do município de Escambia, no extremo oeste da Flórida.

De acordo com o último boletim do Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC), esse sistema de baixa pressão está sobre o estado do Alabama e ainda gera ventos de 35 milhas por hora (55 quilômetros por hora).

Claudette, que tocou o continente na manhã passada perto de Nova Orleans, na costa norte-americana do Golfo do México, com ventos de 45 milhas por hora (75 quilômetros por hora), vem perdendo fôlego em sua jornada pelo interior do país em tendência que continuará nos próximos dias.

No entanto, espera-se que ela recupere o status de tempestade tropical sobre a Carolina do Norte na segunda-feira, antes de entrar no Oceano Atlântico.

Até agora, causou inundações em várias partes do sudeste do país e os meteorologistas do NHC esperam que Claudette produza chuvas ainda mais fortes na Flórida, Alabama e Geórgia.

Essas chuvas podem causar inundações repentinas, tanto nas áreas rurais quanto nas urbanas.

Este ano, as tempestades Ana e Bill já se formaram na bacia do Atlântico, ambas de curta duração e poucos danos, e nenhuma delas atingiu os Estados Unidos.

Entre para nosso canal do Telegram.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas