Sete fatos sobre a aurora boreal que vão te surpreender

Com a aproximação do inverno nos países localizados no hemisfério norte do nosso planeta, começamos a verificar o belo fenômeno causado pelo impacto de partículas de vento solar – a aurora boreal. O nome “Aurora” é proveniente da Deusa Romana do Amanhecer; e Galileu usou a palavra grega Boreal, que significa vendo do norte, para completar o nome do fenômeno.

Leia também:
Além das auroras boreais, beleza espacial incompreensível
Imensidão de gelo e vida selvagem na Groenlândia
Festival de Luzes, no Japão, representa elementos da natureza

Um fenômeno similar pode ser encontrado no extremo sul do hemisfério magnético – a aurora austral, que se manifesta sobre a Antártida, América do Sul, Nova Zelândia e Austrália.


1. Aurora Boreal de Saturno

Aurora de Saturno / Wikimedia.org
Aurora de Saturno / Wikimedia.org

Da mesma forma que na Terra, as auroras também podem se formar nos polos magnéticos de outros planetas.


2. Polos magnéticos

Aurora Boreal nos polos da Terra/Wikimedia.org
Aurora Boreal nos polos da Terra/Wikimedia.org

Os gases que compõem a aurora boreal viajam nas linhas do campo magnético da ionosfera. A aurora boreal pode ser vista perto das extremidades do planeta, entre as latitudes 10º e 20º dos polos magnéticos da Terra.


3. Vento solar

Vento solar / Giphy.com
Vento solar/Giphy.com

As diversas cores da aurora de formam devido aos diferentes gases presentes em cada camada atmosférica. Prótons e elétrons vindos do Sol entram no campo magnético da Terra e criam a aurora boreal.


4. Luzes vermelhas

Luzes vermelhas/Giphy.com
Luzes vermelhas/Giphy.com

Átomos de oxigênio animados produzem uma cor mais avermelhada nas altitudes mais elevadas. Esta cor só pode ser visível sob circunstâncias específicas, e se forma quando o Sol manifesta atividades mais intensas. Além disso, é um pouco difícil para o olho humano detectá-la, devido ao comprimento da onda no espectro de cores.


5. Luzes azuis

Luzes azuis/Giphy.com
Luzes azuis/Giphy.com

O nitrogênio e o hélio são os gases responsáveis por produzir cores azuladas nas altitudes mais baixas.


6. Luzes rosas e amarelas

Luzes rosas e amarelas/Giphy.com
Luzes rosas e amarelas/Giphy.com

Quando o vermelho e o verde da aurora boreal se misturam, cria-se os tons rosas e amarelos.


7. Luzes verdes

Luzes verdes/Giphy.com
Luzes verdes/Giphy.com

A alta concentração de oxigênio atômico nas altitudes mais baixas emite uma cor esverdeada.

 
Matérias Relacionadas