Lula é denunciado na PGR por ato antidemocrático com uso de recurso público

Por Italo Toni Bianchi, Terça Livre

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) protocolou na terça-feira (31) Notícia de Fato na Procuradoria-Geral da República (PGR) para abertura de investigação contra Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e sua namorada por causa do fechamento de uma praia em Icapuí (CE) para uso exclusivo do ex-presidiário.

Para a deputada, o fato pode ser considerado “ato antidemocrático sustentado por recursos públicos”.

Zambelli citou o Artigo 20 da Constituição Federal, onde menciona que praias marítimas são bens da União e de uso comum do povo do Brasil. O trecho define e garante livre acesso tanto às praias como ao mar.

A deputada questiona ainda o motivo pelo qual houve “deslocamento de agentes de segurança da capital cearense, mesmo havendo efetivo local à disposição”.

“Trata-se de evidente ato de desprezo à Constituição Federal, e tentativa de uso de bens públicos em benefício próprio”, concluiu a deputada.

O analista político Carlos Dias lembrou, no Boletim da Manhã desta quarta-feira (01), que várias pessoas são corresponsáveis pelo privilégio que Lula da Silva teve de tomar banho de praia, enquanto cidadãos honestos estiveram proibidos de usar o espaço no âmbito da pandemia, e com proteção policial.

“Tem um conjunto de delitos. Primeiro esse privilégio para o cidadão de baixa qualificação, que deveria estar preso. Isso atinge, na minha opinião até o governador, porque tinha que responsabilizar não só o Lula, mas o governador do estado, o comandante da PM, todos aqueles que geraram a proteção indevida ao meliante para tomar banho com a namorada”, opinou.

Entre para nosso canal do Telegram

Siga o Epoch Times no Gettr

Veja também:

 
Matérias Relacionadas