Abertura do mercado brasileiro trará vantagens para os dois lados

Por Maria Cecília Araujo Lemos, Terça Livre

O presidente Jair Bolsonaro disse durante a conferência de negócios US-Brazil Connect Summit ocorrida na segunda-feira (19), que representantes do Brasil e dos Estados Unidos concluíram negociações de três acordos feitos por empresários dos dois países que facilitam o comércio e implementam práticas regulatórias e anticorrupção.

Ele destacou que haverá oportunidades de negócios no país, com a abertura do  mercado brasileiro de gás natural e o fortalecimento na área de biocombustíveis, “Esse pacote triplo será capaz de reduzir burocracias e trazer ainda mais crescimento ao nosso comércio bilateral, com efeitos benéficos para o fluxo de investimentos”.

Durante o discurso, o presidente falou sobre uma assinatura no acordo na parte de defesa na cooperação entre Forças Armadas e as indústrias dos dois países.  “Esse é o primeiro acordo da modalidade que os EUA firmam com um país da América do Sul, o que também demonstra a disposição do lado americano em aprofundar a relação bilateral”, ressaltou.

A entrada do Brasil na Organização para a Cooperação e o desenvolvimento (OCDE) é “um firme propósito do Estado brasileiro, para o qual temos muito nos empenhado, tanto em nível técnico quanto político”, com o apoio do governo dos EUA. “O ingresso do Brasil na OCDE irá gerar efeitos positivos para a atração de investimentos nacionais e internacionais e será mais uma evidência da nossa disposição em assumir compromissos e responsabilidades compatíveis com a importância do nosso país no sistema internacional.”

“A prioridade que o Brasil confere a essa relação é clara e sincera. Desde o início de meu governo, visitei os EUA em quatro oportunidades, e em todos estive com o presidente Trump”, afirmou.

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas