Xiao, o caractere chinês para ‘devoção filial’

O ideograma chinês 孝 (xiào) (The Epoch Times)

O ideograma chinês 孝 (xiào) não possui tradução direta para o português e representa o conjunto de obrigações e responsabilidades que um filho ou descendente teria em relação a seus ascendentes ou mesmo em relação a uma pessoa idosa sem laços consanguíneos, sendo, portanto, conveniente traduzi-lo como “devoção filial”.

Este ideograma é uma junção dos caracteres/radicais ‘老’ (lǎo; pessoa velha ou idosa) e ‘子’ (zǐ; jovem, criança, filho). O caractere 老 (lǎo) representa uma pessoa que caminha sobre punhais (匕, bǐ) e simbolizaria o perigo ou a iminência de morte, devido à idade, auxiliada por uma bengala (esta representada pelo traço diagonal).

孝 (xiào), por sua vez, mostra que o ancião, além do auxílio da bengala, conta com a assistência do descendente (子, zǐ), que deve afastar os perigos que rondam o idoso.

Mais do que simples obediência, 孝 (xiào) engloba o respeito à autoridade dos pais e dos demais anciãos da família, bem como a garantia de seu apoio financeiro. Além disso, a devoção filial implica na responsabilidade de não manchar o nome da família e de garantir herdeiros para perpetuar a linhagem – ou seja, um descendente que comete atos ilícitos ou falha em deixar um herdeiro (do sexo masculino) para o clã era considerada uma pessoa “desonrada”, que não cumpriu seu papel como membro da família.

Epoch Times publica em 35 países em 21 idiomas.

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas