Wuhan detecta coronavírus em embalagens de carne bovina importada do Brasil

Por Agência EFE

Um teste realizado em Wuhan detectou três amostras positivas de coronavírus na parte externa de embalagens de carne bovina congelada procedentes do Brasil, informou nesta sexta-feira a Comissão Municipal de Saúde da cidade chinesa.

Em comunicado, a comissão indica que na quinta-feira o departamento municipal de controle e prevenção de doenças, após a análise das embalagens, descobriu que três amostras de carne bovina desossada que entraram por Qingdao testaram positivo.

A cidade “adotou rapidamente medidas de emergência”, como o armazenamento da carga, inspeção e isolamento de pessoal, amostragem noturna e teste de ácido nucléico do ambiente e do pessoal fora do frigorífico, além de investigações epidemiológicas simultâneas, informou a nota.

CARNE AINDA NÃO TINHA CHEGADO AO MERCADO.

Após a investigação, descobriu-se que o lote de produtos importados – composto de 1.006 caixas com um total de 27 toneladas de carne – havia deixado o porto de Santos e chegado a Wuhan em 17 de agosto, mas que ainda não tinha entrado no mercado.

Às 7h desta sexta-feira (horário local; 20h de quinta-feira em Brasília) “todos os produtos congelados envolvidos foram selados e o ambiente foi completamente esterilizado”, disse a comissão de saúde local.

De acordo com as autoridades, as 200 amostras do entorno do frigorífico do grande armazém de reserva onde as embalagens foram mantidas e seus 112 funcionários testaram negativo.

WUHAN INSPECIONARÁ TODOS OS ALIMENTOS CONGELADOS.

A cidade emitiu um aviso sobre o “reforço adicional” dos testes de coronavírus dos alimentos importados para realizar inspeções de todos.

Além disso, a comissão pediu para que os cidadãos respeitem as medidas de prevenção e controle da pandemia, que não comprem alimentos congelados importados “de forma privada” e verifiquem ativamente o relatório do teste de coronavírus do produto antes do consumo.

Esta não é a primeira vez que a China encontra vestígios do novo coronavírus em embalagens de alimentos congelados importados do Brasil.

Em 1º de novembro, as autoridades disseram ter detectado o vírus na embalagem de um lote de carne de porco congelada que testou positivo na cidade de Yantai, na província de Shandong. O lote foi encontrado em um restaurante especializado em churrascos e em um mercado de peixes em Yantai.

O departamento de saúde rastreou todos os contatos próximos relacionados a esses produtos suínos brasileiros e os testou em hospitais.

Em 13 de agosto, também foram encontrados vestígios de coronavírus na embalagem de um lote de asas de frango congeladas importadas do Brasil na cidade de Shenzhen, na província de Guangdong.

Com base nos vários casos detectados em alimentos congelados, não só do Brasil, a China indicou no início de novembro que suspenderá por uma semana as importações dos produtos que apresentarem resultados positivos para coronavírus e por um mês caso seja a terceira vez ou mais.

 
Matérias Relacionadas