Nova erupção do Etna força o fechamento do aeroporto italiano de Catânia

Por Agência EFE

Uma nova erupção do Etna obrigou esta quarta-feira a suspender temporariamente todas as atividades no aeroporto de Catania (Sicília, Itália ), devido a problemas de visibilidade causados ​​pela abundante queda de cinzas liberada pelo vulcão, informaram as autoridades do aeródromo.

“A pista do aeroporto está contaminada por enquanto por cinzas vulcânicas. Nenhum voo poderá pousar ou descolar do CTAairport ”, indicou a empresa que gere o aeroporto nas redes sociais, destacando que as operações de limpeza têm sido efetuadas durante toda a noite.

A nova atividade eruptiva do vulcão ativo mais alto da Europa, que começou por volta das 01:00 hora local (23:00 GMT de quarta-feira) e durou cerca de duas horas, causou uma fonte de lava na cratera sudeste, bem como outra língua a sudoeste de acordo ao Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia (INGV).

A erupção foi acompanhada por uma nuvem de pelo menos 5 quilômetros de altura, que causou uma grande chuva de cinzas de lava que atingiu várias cidades italianas, incluindo Catânia.

Desde que a atividade no Etna foi desencadeada em meados de fevereiro passado, ocorreram inúmeros episódios, como o da última manhã, que são um fenômeno típico do vulcão, segundo o INGV.

De 1977 até o presente, houve centenas de episódios semelhantes ao atual, incluindo a sequência excepcional de 66 entre janeiro e agosto de 2000 e cerca de 50 entre 2011 e 2013.

Entre para nosso canal do Telegram.

Siga o Epoch Times no Gab.

 
Matérias Relacionadas