Irã e Israel: cresce tensão; Entrevista: ex-conselheiro sênior do embaixador de Israel na ONU

Por Jornal NTD

Morria por um ataque americano o general Soleimani, do Irã, que operava a força Quds, coordenando operações de terrorismo e guerrilha em países do Oriente Médio e mundo afora.

Em novembro de 2020, um dos principais cientistas nucleares do Irã morria assassinado. Reportagens citaram uma possível operação do Mossad, o serviço secreto Israelense.

No principal incidente do tipo desde então, neste mês foi assassinado um Coronel Iraniano conhecido como Sayad Khodaei. Ele supostamente era o líder de uma unidade militar secreta do Irã. O ocorrido pode ser uma fagulha perigosa ao lado de um barril de pólvora, e traz à tona o momento mais tenso entre Israel e Irã nos últimos anos.

Isso, especialmente depois que o New York Times noticiou, citando um oficial de inteligência anônimo, que Israel informou aos EUA que seria responsável pela operação. Parlamentares israelenses negaram e disseram que a acusação era prejudicial.

Assista também:

 
Matérias Relacionadas