Descoberto planeta de diamante na constelação de Câncer

Cientistas da Universidade Yale, nos EUA, descobriram na constelação de Câncer, a aproximadamente de 40 anos-luz da Terra, um planeta cuja superfície é composta de grafite e de diamante. Foi chamado de planeta 55 Cancri. É popularmente chamado de planeta de diamante.

Segundo os cientistas, pelo menos um terço da massa desse planeta, que é duas vezes maior e oito vezes mais denso que a Terra, é de diamante, quantidade equivalente a três vezes a massa do nosso planeta.

Porque 55 Cancri está proporcionalmente bem mais próximo de seu sol do que a Terra do Sol, esse planeta tem um órbita planetária de apenas 18 horas, bem curta se comparado aos 365 dias da orbita da Terra. Ao todo, o sistema estelar de 55 Cancri tem cinco planetas.

Os cientistas acreditam que a camada de diamante do 55 Cancri formou-se porque, durante a formação desse planeta, havia muito mais carbono disponível – que é a base do diamante – do que oxigênio, além de uma quantidade significativa de água em forma de gelo.

A temperatura média na superfície do planeta é de aproximadamente 2.000º C e, por isso, não é possível a existência de água e de qualquer forma de vida como a humana em 55 Cancri.

Diante disso, devemos valorizar e cuidar de nossas águas e do nosso oxigênio muito mais que de diamantes, pois é isso que permite vida em nosso planeta.

 
Matérias Relacionadas