Ruanda planeja coletar DNA de 12 milhões de cidadãos no primeiro banco de dados nacional do mundo

Ruanda não é o primeiro país a implementar um banco de dados em larga escala do DNA de seus residentes

Por Isabel Van Brugen

Ruanda está planejando criar um banco de dados de DNA em todo o país que coletará amostras de todos os 12 milhões de seus cidadãos, tornando-o o primeiro desse tipo no mundo.

A proposta foi anunciada pelo Ministro da Justiça e Procurador Geral de Ruanda, Johnston Busingye, que disse que a medida é uma tentativa de combater crimes como assassinato, corrupção e estupro no país, informou o Independent.

 
Matérias Relacionadas