Punição de Suárez é a maior da FIFA por agressão a jogadores

O tema mais polêmico da Copa do Mundo 2014 é a punição ao jogador uruguaio Luis Suárez pela mordida no jogador italiano Giorgio Chiellini na partida da última terça-feira (24) em Natal.  A decisão de punir o jogador com a suspensão por nove partidas oficiais pela seleção uruguaia e um total de quatro meses sem poder atuar em qualquer partida é a maior punição a um jogador aplicada pela Fifa por agressão a um jogador durante a partida. Conheça as punições mais duras nesse período:

México 1986

No segundo mundial disputado no México, ocorreu a maior punição de que se tem registro por tempo de afastamento. O iraquiano Samir Shaker Mahmoud foi punido com a suspensão de um ano por cuspir no juiz da partida, o colombiano Jesús “Chucho” Díaz. Na ocasião, assim como Suárez, o jogador não foi punido nem expulso da partida, a punição partiu da Fifa após uma análise do ocorrido. Mahmoud não teve que pagar multa ou ficou afastado por número de jogos em seleções.

Estados Unidos 1994

A Copa disputada nos EUA trouxe outra polêmica sobre uma dura punição da Fifa a um jogador que não foi punido em campo: a cotovelada do italiano Mauro Tassotti no espanhol Luis Enrique nas quartas de final disputadas em Boston.

As imagens do ex-jogador do Real Madrid do Barcelona pedindo a punição do italiano ao juiz húngaro Sandor Phul correram o mundo com o avanço da seleção italiana para a semifinal sem ter seu jogador expulso da partida. Tassoti foi suspenso por oito partidas e não voltou a jogar por sua seleção.

Outro jogador sofreu punição da Fifa por aplicar uma cotovelada no adversário na Copa de 1994. O brasileiro Leonardo foi expulso da partida após agredir o jogador da seleção anfitriã Tab Ramos, e ainda recebeu a suspensão por quatro jogos. A punição deixou o então meio-campista do São Paulo de fora das últimas partidas da seleção brasileira, que conquistou o tetra campeonato.

Ainda na Copa dos EUA o romeno Ion Vladoiuv foi suspenso por três partidas após uma entrada duríssima no suíço Christophe Ohrel, ainda na fase de grupos. O jogador estreava em um mundial, jogou três minutos de partida e não voltar a jogar outra Copa do Mundo.

Alemanha 2006

O meio-campista italiano Daniele De Rossi foi suspenso por três partidas por uma cotovelada contra o jogador dos EUA Brian McBridge. O jogador conseguiu voltar aos gramados na partida final dessa mesma Copa e marcou um dos gols na definição por pênaltis.

Nessa mesma partida o francês Zinedine Zidane foi punido com três partidas de suspensão pela cabeçada contra Marco Materazzi, que também foi punido com duas partidas. Zidane foi reincidente já que havia sido suspenso por duas partidas em 1998 após ser expulso na fase de grupos contra a Arábia Saudita. A pena de Zidane em 2006 foi alterada para trabalhos comunitários, já que o jogador francês se aposentou após a partida.

Brasil 2014

Além da sanção contra Suárez, a Copa no Brasil teve a punição do camaronês Alex Song com a suspensão por três partidas por dar uma cotovelada no croata Mario Madzukic no segundo jogo da fase de grupos.

Giorgio Chiellini, da Itália, mostra a marca da mordida que recebeu de Luis Suarez, do Uruguai, pelo Grupo D da Copa 2014 no Estádio das Dunas em 24 de junho, Natal (Julian Finney/Getty Images)
Giorgio Chiellini, da Itália, mostra a marca da mordida que recebeu de Luis Suarez, do Uruguai, pelo Grupo D da Copa 2014 no Estádio das Dunas em 24 de junho, Natal (Julian Finney/Getty Images)

Suspensão

Com a punição da Fifa, Luis Suárez está fora da Copa do Mundo. Suspenso por nove jogos, não poderá frequentar estádios ou participar de qualquer atividade relacionada com o futebol por quatro meses. A decisão foi divulgada nesta quinta-feira (26) pela porta-voz da entidade, Delia Fischer.

A suspensão já vale para o jogo entre Uruguai e Colômbia pelas oitavas de final, no próximo sábado (28), no Maracanã.

Para a entidade, o jogador violou o artigo 48, parágrafo 1, inciso d, do Código Disciplinar da Fifa (FDC), que trata de agressão; e também o artigo 57, que fala sobre ato de comportamento antidesportivo para com outro jogador.

Em partida valendo vaga para as oitavas de final, na última terça-feira (24), Suárez deu uma mordida no ombro do zagueiro italiano Chiellini. O Uruguai venceu a Itália por 1 a 0 e passou para próxima fase.

“Tal comportamento não pode ser tolerado em qualquer campo de futebol e, em particular, na Copa do Mundo da Fifa, em que os olhos de milhões de pessoas estão nas estrelas em campo. A Comissão Disciplinar levou em conta todos os fatores do caso e do grau de culpa do Sr. Suárez em conformidade com as disposições pertinentes do código. A decisão entra em vigor logo que seja comunicada”, disse Claudio Sulser, presidente do Comitê Disciplinar da Fifa.

Ainda como punição, Suárez terá de pagar multa no valor de 100 mil francos suíços. O jogador e a Federação Uruguaia de Futebol já foram comunicados da decisão.

Com informações da Fifa e da TVN

EBC

 
Matérias Relacionadas