Pior enchente em mais de um século castiga região dos Balcãs

Chuvas na Bósnia e na Sérvia provocaram 40 mortes e dezenas de milhares de desabrigados, no que foi a pior inundação na região em 120 anos. Em três dias, choveu o esperado para três meses. O ministro bósnio dos Negócios Estrangeiros informou que mais de um milhão de pessoas está sem água potável, segundo a agência Deutsche Welle.

Os deslizamentos de terra tornaram o cenário ainda mais desolador. Dezenas de milhares de pessoas tiveram de abandonar suas casas. Em alguns casos, foram retiradas das residências pelo telhado, com helicópteros. As enchentes provocaram mais de três mil deslizamentos em toda a região dos Balcãs, devastando cidades e aldeias. Houve corte de energia elétrica em 95 mil residências na Sérvia. Diversos países enviaram alimentos e remédios, que chegam com grande dificuldade aos locais afetados.

Na cidade de Obrenovac, que fica a 30 quilômetros ao sudoeste da capital sérvia, Belgrado, foram encontrados 12 corpos. Na cidade de Doboj, foram 9 corpos. O governo da Croácia confirmou a morte de uma pessoa e o desaparecimento de outras duas no leste do país, próximo à Bósnia e à Sérvia. O primeiro-ministro da Bósnia, Zeljka Cvijanovic, comparou a destruição provocada pelas enchentes com a Guerra da Bósnia, que contabilizou aproximadamente 100 mil mortes.

Autoridades declararam que o número de vítimas irá aumentar depois que as águas baixarem.

 
Matérias Relacionadas