Pelo menos 3 mortos e 27 feridos após terremoto de magnitude 6,4 na China

Por Agência EFE

Pelo menos três pessoas morreram e outras 27 ficaram feridas após um terremoto de magnitude 6,4 registrado nesta sexta-feira na região sul de Yunnan, de acordo com o último relatório oferecido neste sábado pelas autoridades locais.

Entre os feridos, três sofreram ferimentos graves, de acordo com a agência de notícias oficial Xinhua com base nos números do relatório atualizado às 06h00 hora local (22h00 GMT de ontem).

O terremoto ocorreu às 21h48, horário local (13h48 GMT) e seu epicentro estava localizado a cerca de 37 quilômetros da cidade de Dali, perto da fronteira com a Birmânia, e a uma profundidade de cerca de 8 quilômetros.

Depois disso, outros quatro terremotos com magnitude maior que 5 na escala Richter foram registrados até as 23h, horário local (15h GMT), no condado de Yangbi, o mais afetado dos 12 em que o tremor foi sentido.

Até às 02h00 locais de hoje (ontem às 18h00 GMT), foram registrados 166 tremores secundários na área, para os quais foram deslocadas equipes de emergência que ainda estão trabalhando

A região de Yunnan, como a vizinha Sichuan, é sujeita a terremotos devido ao atrito das placas tectônicas da Ásia e da Índia, embora em muitos casos esses terremotos tenham seu epicentro em áreas de baixa densidade populacional, como o planalto tibetano ou os desertos de Ásia Central.

Outro terremoto mais forte em Qinghai

Poucas horas depois do ocorrido em Yunnan, as autoridades chinesas relataram outro terremoto de magnitude 7,4 na província ocidental de Qinghai, do qual nenhuma vítima foi registrada até agora.

O epicentro deste segundo terremoto foi localizado no condado de Maduo, a cerca de 17 quilômetros de profundidade.

O tremor, ocorrido esta manhã às 02h04 (horário local de ontem às 18h04 GMT), foi sentido “fortemente” na capital provincial, Xining, que fica a quase 400 quilômetros do epicentro, segundo a imprensa estatal.

As autoridades não relataram mortes ou feridos até o momento, embora tenham sido registrados desabamentos em trechos de rodovias e pontes, o que não impediu que equipes de resgate “bem equipadas” fossem posicionadas na área afetada.

Entre para nosso canal do Telegram.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas