Ortega é condecorado pelo Partido Comunista russo por “contribuição à paz”

Desde que o sandinista Daniel Ortega voltou à presidência em 2007, Nicarágua e Rússia fortaleceram suas relações em todos os campos

Por Agência EFE

O presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, foi condecorado com a “Ordem Amizade dos Povos” pelo Partido Comunista da Rússia “por sua contribuição à paz e ao trabalho de governos progressistas”, informou neste domingo (13) o Executivo nicaraguense.

Ortega recebeu a condecoração do primeiro vice-presidente do Comitê para Assuntos Internacionais da Duma de Estado (Câmara do parlamento russo), Dmitry Georgievich Novikov, durante uma cerimônia privada realizada ontem à noite em Manágua.

O deputado russo, também vice-presidente do Comitê Central do Partido Comunista da Federação da Rússia, explicou que essa ordem foi outorgada ao líder sandinista “em reconhecimento por sua contribuição à paz e ao trabalho de governos progressistas, assim como por sua contribuição à relação entre os países do mundo e entre a Rússia e a Nicarágua”, segundo o Executivo.

O político russo também transmitiu a Ortega a saudação do presidente russo, Vladimir Putin, e do presidente do Partido Comunista da Rússia, Gennady Ziuganov.

No ato de homenagem estavam presentes a esposa de Ortega, a vice-presidente Rosario Murillo, e o embaixador da Rússia em Manágua, Andrei Budaev.

Desde que o sandinista Daniel Ortega voltou à presidência em 2007, Nicarágua e Rússia fortaleceram suas relações em todos os campos.

A Nicarágua é um dos poucos países, junto com Venezuela e os pequenos Estados insulanos de Nauru e Tuvalu, que têm se somado à Rússia no reconhecimento da independência das regiões separatistas georgianas da Abecásia e Ossétia do Sul.

 
Matérias Relacionadas