Nove Comentários sobre o Partido Comunista Chinês – Introdução

INTRODUÇÃO

Os Nove Comentários sobre o Partido Comunista Chinês foram publicados pela primeira vez em novembro de 2004 (original em chinês). Em dez anos, esta série levou mais de 180 milhões de chineses a renunciar ao partido comunista e a suas organizações afiliadas, promovendo um movimento pacífico sem precedentes de transformação e mudança na China. Aqui, publicamos os Novos Comentários.

Mais de uma década após a queda da União Soviética e dos regimes comunistas do leste europeu, o movimento comunista internacional tem sido repudiado no mundo todo. A desaparição do Partido Comunista Chinês (PCC), principal referência do comunismo remanescente, é apenas uma questão de tempo.

Entretanto, antes de seu colapso total, o PCC tenta amarrar a civilização chinesa, com cinco mil anos de existência, ao seu próprio infortunado destino. Essa situação é desastrosa para o povo chinês. Em vista disso, o povo chinês precisa ver como enfrentar adequadamente a questão do PCC, como estabelecer uma sociedade livre do comunismo e como recuperar a herança cultural chinesa. O Epoch Times publica, agora, a série editorial: “Nove comentários sobre o Partido Comunista”. Antes que a tampa seja colocada sobre o caixão do PCC, desejamos expor o movimento comunista internacional, que tem sido um flagelo para a humanidade há mais de um século.

Em seus mais de oitenta anos de história, tudo o que o PCC tocou foi marcado por mentiras, guerras, fome, tirania, massacre e terror. As crenças e os valores tradicionais foram violentamente destruídos. Os conceitos éticos e as estruturas sociais originais foram desintegrados pela força. A empatia, o amor e a harmonia entre as pessoas se evaporaram, vítimas das lutas e do ódio. Veneração e apreço pelos Céus e pela Terra foram substituídos por um desejo arrogante de “lutar contra os Céus e a Terra”. O resultado foi um total colapso do sistema social, moral e ecológico, uma profunda crise para o povo chinês e, de fato, para a humanidade. Todas essas calamidades foram provocadas por meio do planejamento deliberado, organização e controle do PCC.

Como diz um famoso poema chinês: “Profundamente, suspiro em vão pelas folhas que caem.” O final está próximo para o regime comunista, cujo presente se limita à mera sobrevivência. O Epoch Times crê que o tempo é propício para, antes da completa extinção do PCC, se fazer uma retrospectiva analítica para expor como a maior seita da história incorporou as perversidades de todos os tempos e lugares. Esperamos que aqueles que ainda permanecem enganados pelo PCC, enxerguem com clareza sua natureza, eliminem esse veneno do espírito, libertem a mente desse controle maligno, despojem-se das amarras do terror e abandonem para sempre todas as ilusões a respeito dele.

O regime do PCC é a página mais escura e injustificável da história da China. Entre sua interminável lista de crimes, o mais vil é a perseguição ao Falun Gong, iniciada em 1999 sob o comando do então dirigente do partido, Jiang Zemin. Ao perseguir a “Verdade-Compaixão-Tolerância”, Jiang martelou o último prego no caixão do PCC. O Epoch Times acredita que, por meio da compreensão da verdadeira história do PCC, podemos ajudar a evitar que tais tragédias ocorram novamente. Ao mesmo tempo, esperamos que cada um de nós possa fazer uma profunda reflexão e examinar se a covardia e a transigência fizeram de nós cúmplices em muitas tragédias que poderiam ter sido evitadas.

Os títulos dos “Nove comentários sobre o Partido Comunista” são:

1. O que é o Partido Comunista?

2. No início do Partido Comunista Chinês

3. A tirania do Partido Comunista Chinês

4. O Partido Comunista é uma força que se opõe ao universo

5. A conivência de Jiang Zemin e do Partido Comunista Chinês na perseguição ao Falun Gong

6. Como o Partido Comunista Chinês destruiu a cultura tradicional

7. A história das matanças do Partido Comunista Chinês

8. Como o Partido Comunista Chinês é um culto maligno

9. A natureza inescrupulosa do Partido Comunista Chinês

Leia em outros idiomas
• Nine Commentaries

Editorial Epoch Times

 
Matérias Relacionadas