As nove cobras mais mortais do mundo

Algumas das cobras mais mortais do mundo são agressivas e rápidas para o ataque, enquanto outras carregam potente veneno, mas só mordem como um último recurso.

Aqui está um olhar sobre as nove cobras mais mortais, criaturas temíveis por sua furtividade, bem como seu veneno.


9. Mamba Negra (Dendroaspis polylepis)


Região: África Oriental e Central
Comprimento médio: 7 a 9 pés (2 a 3 metros)

Mamba Negra (Kat Spence/Wikimedia Commons)
Mamba Negra (Kat Spence/Wikimedia Commons)

O veneno da mamba negra pode matar um ser humano entre o período de 30 minutos a duas horas, se a vítima não for tratada com uma injeção anti-veneno. Os primeiros sintomas incluem sonolência, problemas neurológicos, paralisia e dificuldade para respirar.

Esta serpente é agressiva e veloz. Ela habita em árvores e arbustos. A mamba negra não é realmente preta. Ela varia entre cor de oliva e marrom.

 

8. Terciopelo (Bothrops asper)

Região: Sul e leste do México, América Central, norte da Colômbia e Equador
Comprimento médio: 4.5 a 6 pés (1 a 2 metros)

Terciopelo (Esteban Alzate/Wikimedia Commons)
Terciopelo (Esteban Alzate/Wikimedia Commons)

O veneno da Terciopelo ataca o sangue, causando coágulos que são mortais. Tem muitos nomes, variando de região para região, incluindo barba amarilla, macagua, barba amarela, queixo amarelo, e fer-de-lance.

Os filhotes crescem dentro do corpo da fêmea, e uma única serpente pode parir até 100 filhotes.


7. Boomslang (Dispholidus typus)

Região: África do Sul e Central
Comprimento médio: 4 a 5 pés (1,2 a 1,5 metro)

Boomslang (William Warby/Wikimedia Commons)
Boomslang (William Warby/Wikimedia Commons)

Essa cobra mimetiza um galho de árvore quando caça, estendendo-se, quase imóvel, de uma árvore. A Boomslang é um raro exemplo de uma cobra cujos dentes se encontram na parte posterior do maxilar superior, que pode matar humanos, já que cobras com presas na parte traseira da boca geralmente inoculam pequenas quantidades de veneno lentamente.

A Boomslang normalmente só morde se manipulada. Ela habita em uma variedade de ecossistemas, embora tenda para áreas úmidas em vez de regiões desérticas, vivendo em arbustos baixos e árvores pequenas. Sua longevidade é de cerca de oito anos.

 

6. Serpente Tigre Oriental (Notechis scutatus)

Região: Partes do sul e leste da Austrália
Comprimento médio: 3 a 6 pés (1 a 1,8 metro)

Tigre Oriental (Wikimedia Commons)
Tigre Oriental (Wikimedia Commons)

O veneno da serpente tigre oriental é neurotóxico, atacando o sistema nervoso central. Ela também causa danos musculares e provoca coágulos sanguíneos. Desintegrando tecido muscular, pode levar à insuficiência renal.

Ela só vai morder como um último recurso. Quando sob pressão, ela primeiro vai achatar o pescoço e levantar a cabeça para intimidar seu adversário. Então blefará um ataque, silvando ou latindo ao mesmo tempo.

A serpente tigre é mais comum na Tasmânia, Austrália. Até 26 serpentes jovens foram encontradas hibernando no mesmo lugar. A serpente tigre é propensa a vagar; ela geralmente não vai ficar no mesmo lugar por mais de 15 dias.


5. Víbora Serrilhada (Echis carinatus)

Região: Sudoeste e Centro da Asia, da India, através do Afeganistão e até o leste do Irã.
Comprimento médio: 1 a 2 pés (0,4 a 0,6 metro)

Víbora Serrilhada (Wikimedia Commons)
Víbora Serrilhada (Wikimedia Commons)

Esta cobra é muito agressiva, o que significa que muitas vezes morde. Apesar de seu veneno matar menos do que 10 por cento das vítimas não tratadas, acredita- se que tenha matado mais humanos do que qualquer outra cobra do mundo, porque ela morde com tanta frequência.

 

4 . Banded Krait (Bungarus fasciatus)

Região: Sudeste da Ásia, da Indonésia até o sul da China e até leste da Índia
Comprimento médio: 5,5 pés (1,6 metro)

Banded Krait (Wikimedia Commons)
Banded Krait (Wikimedia Commons)

O veneno da Banded Krait induz paralisia, atacando o sistema nervoso central. Ela foi chamada de “cobra de cinco passos ” durante a Guerra do Vietnã, porque se disse que uma pessoa iria morrer dentro de cinco passos depois de ser mordido. Na verdade, pode levar oito horas ou mais para que o veneno mate.

Uma banded krait do tamanho de um lápis matou o pesquisador de cobras Joe Slowinski na Birmânia em 2001.

Esta serpente prefere lugares úmidos, campo aberto, pastagens, plantações ou selvas baixas esparsas.

 

3. Cobra Real (Ophiophagus hannah )

Região: Leste e Sudeste da Ásia
Comprimento médio: 10 pés (3 metros)

Cobra Real (Shutterstock)
Cobra Real (Shutterstock)

A cobra real é a maior cobra venenosa do mundo, crescendo até 18,5 pés (5,6 metros) de comprimento e até um peso de 45 quilos. Ela pode injetar sua presa com grandes quantidades de veneno, que podem matar um ser humano dentro de meia hora. Os sintomas iniciais são principalmente neurológicos.

Esta serpente é um boa nadadora e pode ser encontrada principalmente perto de lagos e riachos. É ativa durante o dia e passa a maior parte de seu tempo na terra, embora passe algum tempo em árvores, água e arbustos.

 

2. Taipan Costeira (Oxyuranus scutellatus)

Região: Norte da Austrália, sul da Papua Nova Guiné, e sul da Indonésia
Comprimento médio: 6,5 pés (2 metros)

Taipan Costeira (Wikimedia Commons)
Taipan Costeira (Wikimedia Commons)

A mordida dessa cobra é letal em mais de 80 por cento dos casos, e seu veneno pode matar uma vítima humana dentro de meia hora. A vítima primeiro experimenta sonolência, visão turva, convulsões e dificuldade para respirar.

 

1. Taipan Ocidental ou Inland (Oxyuranus microlepidotus)

Região: Interior da Austrália
Comprimento médio: 6 pés (1,8 metros)

Taipan Ocidental (Shutterstock)
Taipan Ocidental (Shutterstock)

O veneno em uma picada dessa cobra é suficiente para matar 100 homens adultos ou mais de 200.000 camundongos. Também chamada de “cobra feroz”, a Inland Taipan é a cobra mais venenosa do mundo. Felizmente, os casos de humanos serem mordidos pela cobra são raros, e os tratamentos anti-veneno têm sido bem sucedidos na maioria dos casos.

 
Matérias Relacionadas