Itália registra 175 mortes de coronavírus em 24 horas

Por Jack Phillip

As autoridades de saúde italianas confirmaram que 175 pessoas morreram com o novo coronavírus em 24 horas, aumentando o número de mortos para mais de 1.400.

O Departamento de Proteção Civil da Itália informou no sábado que o número total de casos atualmente confirmados no país aumentou para 21.157, segundo a Reuters. A Itália é o país mais afetado da Europa e, mundialmente, perdendo apenas para a China, onde o vírus surgiu no ano passado antes de se espalhar para mais de 100 países e se tornou uma pandemia global depois que o regime chinês não impediu sua propagação.

As autoridades italianas acrescentaram que quase 2.000 pacientes do COVID-19, a doença causada pelo vírus, se recuperaram. Mais de 1.500 pessoas estão em terapia intensiva.

Na Europa, fora da Itália, a Espanha impôs um bloqueio em todo o país no domingo, depois que mais de 6.000 casos foram confirmados. A ordem de emergência durará duas semanas, de acordo com relatórios.

A Espanha tem o quinto maior número de casos, atrás da China, Itália, Irã e Coreia do Sul. Cerca de 190 pessoas morreram até agora no país.

O bloqueio significa que as pessoas são proibidas de sair de casa, exceto para a compra de itens essenciais, como remédios e mantimentos, ou para o trabalho. A Itália impôs medidas semelhantes na semana passada.

Em 13 de março, autoridades italianas disseram que 250 pessoas morreram em um período de 24 horas.

“O distanciamento social é a chave para reduzir a propagação da infecção. As próximas semanas serão decisivas e dependerão do comportamento de cada cidadão ”, afirmou o ministro da Saúde, Roberto Speranza, na semana passada.

“Nossos hábitos devem ser mudados, mudados agora. Todos temos que desistir de algo para o bem da Itália. Quando falo da Itália, falo de nossos entes queridos, de nossos avós e de nossos pais”, afirmou o primeiro-ministro italiano Giuseppe Conte. “Só teremos sucesso se todos colaborarmos e nos adaptarmos imediatamente a essas normas mais rigorosas”.

 
Matérias Relacionadas