Corpo de mulher desaparecida há 18 anos é encontrado em freezer da família na Croácia

Sua irmã, Smiljani Srnec, 45 anos, está agora na prisão enquanto passa por processo judicial durante uma investigação

Por Simon Veazey

O corpo encontrado no freezer de uma casa de família em uma vila tranquila na Croácia é o de uma mulher que desapareceu há 18 anos.

A polícia prendeu sua irmã, que ainda mora na casa da família.

De acordo com relatos locais, a polícia encontrou o corpo na casa da família Dominic, na aldeia de Pavlovec Zabocki, em 16 de fevereiro.

Eles acreditam que seja o corpo de Jasmina Dominic, que foi vista pela última vez em 2000 e oficialmente relatada como desaparecida por sua família em 2005.

Sua irmã, Smiljani Srnec, 45 anos, está agora na prisão enquanto passa por processo judicial durante uma investigação.

Započelo ispitivanje žene osumnjičene za ubojstvo sestre u Međimurju.

DNEVNIK.hr 发布于 2019年2月19日周二

O caso causou polêmica na Croácia, onde as pessoas se perguntam como o corpo poderia ter permanecido escondido por tanto tempo.

Falando antes da autópsia, o prefeito local, Ivan Sokac, pediu às pessoas que fossem pacientes e não tirassem conclusões precipitadas. “A partir da data de que Jasmina Dominic desapareceu, extensas investigações criminais foram realizadas”, disse ele a Emedjimurje. “Vamos fornecer-lhe uma cronologia completa, com tudo o que fizemos e o que não fizemos.”

“Você tem que nos entender, temos que esperar por uma autópsia, identificar a identidade, a causa da morte e receber declarações de outras possíveis testemunhas.”

[HOROR PRIČA IZ PALOVCA] – Ne smijem ništa govoriti, tako su mi rekli u policiji. Bit će možda jednom prilike u…

eMedjimurje 发布于 2019年2月17日周日

O porta-voz da polícia, Nenad Risak, disse que a família havia dito à polícia no passado que Dominic estava morando no exterior.

Želimo čuti VAŠ GLAS! Imate pozitivnu priču ili biste htjeli nešto promijeniti u svojoj lokalnoj sredini -> pišite nam na https://dnevnik.hr/vasglas

DNEVNIK.hr 发布于 2018年8月29日周三

De acordo com relatos da mídia, a família disse que ela tinha ido trabalhar na França quando tinha apenas 23 anos, e só foi reportada como desaparecida cinco anos depois, em 16 de agosto de 2005.

As autoridades encontraram o corpo embrulhado em papel celofane, de acordo com a agência de notícias SATA24. Alguma mídias informaram que o cadáver havia sido encontrado depois que um corte de energia fez com que o conteúdo do freezer descongelasse e o cheiro do cadáver em decomposição se espalhasse. O marido de Srnec disse que os rumores do corte de energia não eram verdadeiros, relatou o Alo.

Croatia Body In Freezer
Esta captura de tela fornecida pelo Ministério do Interior croata na segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019, mostra uma folha de informação de pessoas desaparecidas, de Jasmina Dominic (Ministério do Interior croata via AP)

“Eles [a família] nos colocaram em outras direções”, disse o porta-voz da polícia, Nenad Risak, sobre a investigação inicial relativa ao desaparecimento de Dominic, informou a AP. “Verificamos a casa [durante a investigação]… mas não tínhamos informações que pudessem apontar ocorrências na casa da família”.

Uma autópsia identificou a causa da morte como dois ou mais golpes na cabeça, disseram autoridades em 20 de fevereiro, informou o Dnevnik.hr.

A localização da aldeia de Pavlovec Zabocki na Croácia (Captura de tela / Google Maps)

A mãe da mulher desaparecida está viajando na Alemanha, onde passou a maior parte de sua vida profissional, relatou a agência de notícias, para comparecer ao funeral.

Em 2016, uma mulher da Carolina do Norte foi presa depois que alguém encontrou o corpo de sua mãe em um freezer que eles compraram por US$ 30 em uma venda de jardim.

Marcella Jean Lee, de 56 anos, foi considerada culpada de acusação de ocultar ou deixar de denunciar a morte. Ela colocou o corpo de sua mãe no freezer da família, onde ficou por cerca de um ano antes de ser vendido a um vizinho.

 
Matérias Relacionadas