‘Botão secreto’ de Matt Lauer transformaria escritório em sala de sexo

O infeliz co-âncora do jornal ‘Today’, da NBC, Matt Lauer, demitido pela rede em meio a uma tempestade de denúncias de comportamento sexual altamente inapropriado, aparentemente possuía um botão secreto instalado debaixo de sua mesa que poderia trancar a porta de seu escritório remotamente.

Uma reportagem da Fox aponta que o dispositivo poderia ser usado para converter um espaço de escritório em um “ambiente secreto de sexo” e diz que uma fonte anônima na NBC confirmou que o botão, de fato, existe.

A revista Variety que deu o furo de reportagem sobre o dispositivo em sua notícia bomba que primeiro expôs a má conduta libidinosa de Lauer: “Seu escritório estava em um espaço isolado, e ele tinha um botão debaixo de sua mesa que lhe permitia trancar a porta por dentro sem se levantar. Isso lhe proporcionou a garantia de privacidade”.

A fonte confidencial da NBC também disse à Fox que o botão do escritório de Lauer não era o único na sede da rede no Rockefeller Plaza. O produtor-executivo do programa Today também teria um instalado, mas, segundo a fonte da Fox, a equipe não considerou neste caso um favorecedor de má conduta sexual, mas “algo do ego, então o produtor-executivo não precisava sair da mesa para trancar a porta para uma conversa privada”.

Mas o dispositivo também pode ser usado para facilitar comportamentos impróprios. De acordo com a Variety, o botão secreto “permitia-lhe receber as empregadas e iniciar um contato inapropriado, sabendo que ninguém poderia adentrar”.

E agora, este detalhe pervertido está provocando uma tempestade de comentários nas redes sociais.

Em uma declaração lida em voz alta no início da transmissão de quinta-feira do programa Today, Lauer pediu desculpas pelo que ele chamou de “desvios preocupantes”.

Lauer, de 59 anos, afirmou em sua declaração que algumas das acusações contra ele eram “falsas ou mal interpretadas”, mas que “há verdade o suficiente nestas histórias para me sentir desconcertado e envergonhado”.

Lauer foi demitido depois que uma colega se queixou de um padrão de comportamento sexual inapropriado que teria iniciado enquanto o acompanhava em missão durante os Jogos Olímpicos de Sochi de 2014, na Rússia, de acordo com a NBC.

Desde então, pelo menos mais duas mulheres prestaram queixas semelhantes contra Lauer, informou o programa Today na quinta-feira.

“A reparação do dano levará muito tempo e exame de alma e estou comprometido em inciar esse esforço”, disse Lauer na declaração, que foi lida em voz alta por seu ex-co-apresentador Savannah Guthrie no início do programa de quinta-feira.

Leia também:
CNN demite produtor de Jake Tapper por suposto comportamento inadequado
ESPN demite 150 funcionários em sua última rodada de cortes
Produtor da CNN admite que narrativa Trump–Rússia é falsa

 
Matérias Relacionadas