Biden diz que o comunismo é um ‘sistema falido’ e Cuba um ‘Estado falido’

Por Lorenz Duchamps

O regime autoritário e comunista de Cuba é um “estado falido” e universalmente, o comunismo é um “sistema falido”, disse o presidente Joe Biden ao falar na Casa Branca na quinta-feira.

“O comunismo é um sistema falido – um sistema falhado universalmente. E não vejo o socialismo como um substituto muito útil, mas isso é outra história ”, disse Biden durante uma entrevista coletiva com a chanceler alemã, Angela Merkel.

Os comentários de Biden foram o sinal mais forte já feito pelo presidente em apoio aos cubanos que se manifestaram contra o regime governante do líder Miguel Diaz-Canel – também chefe do Partido Comunista Cubano.

Ele também comentou que seu governo está “considerando” maneiras de possivelmente  restabelecer o acesso à Internet para as pessoas na nação-ilha depois que o regime interrompeu as comunicações online dos cidadãos na sequência dos maiores protestos antigovernamentais em décadas.

“Estamos considerando se temos a capacidade tecnológica de restabelecer esse acesso”, disse Biden.

 

O presidente Joe Biden e a chanceler alemã Angela Merkel dão uma entrevista coletiva conjunta na Sala Leste da Casa Branca em Washington, em 15 de julho de 2021 (Saul Loeb / AFP via Getty Images)

O presidente também indicou que, por enquanto, não estão considerando restabelecer as remessas dos Estados Unidos a Cuba porque é “altamente provável” que o regime confisque os fundos.

“Há uma série de coisas que consideraríamos fazer para ajudar o povo de Cuba, mas exigiria uma circunstância diferente ou uma garantia de que não seriam aproveitados pelo [regime cubano]”, disse Biden. “Por exemplo, a capacidade de enviar remessas de volta a Cuba. Eu não faria isso agora porque o fato é que é altamente provável que o regime confisque essas remessas ou grandes partes delas. ”

No fim de semana passado, milhares de cubanos manifestaram-se abertamente contra o regime autoritário e pediram a renúncia do líder Diaz-Canel. Alguns manifestantes, assim como cubanos nos Estados Unidos, pediram à administração Biden que intervenha em meio a prisões em massa de manifestantes pelo regime.

Os comentários de Biden de que eles “consideram” ajudar os cubanos vieram quando o governador da Flórida, Ron DeSantis (R-Fla.), pediu ao presidente em uma carta que prestasse assistência federal aos cidadãos da nação insular e também os ajudasse com o acesso à Internet.

O governador da Flórida, Ron DeSantis, fala durante uma entrevista coletiva na Shul of Bal Harbour em Surfside, Flórida, em 14 de junho de 2021.(Joe Raedle / Getty Images)

“Escrevo para exortá-lo a ajudar no acesso à Internet ao povo de Cuba que se levanta contra a opressão comunista e exige uma voz depois de décadas de sofrimento sob o jugo de uma ditadura cruel”, escreveu o governador republicano na carta ( pdf ).

O secretário de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, na quinta-feira, durante uma coletiva de imprensa separada, também chamou o comunismo de “ideologia fracassada”,  explicando que os cubanos “merecem liberdade”.

“Eles merecem um governo que os apoie, seja garantindo que eles tenham saúde e suprimentos médicos, acesso a vacinas ou tenham oportunidades econômicas e prosperidade”, disse Psaki.

“Este tem sido um governo – um regime autoritário e comunista – que reprimiu seu povo e falhou com o povo de Cuba, portanto, estamos vendo-os nas ruas”, continuou ela.

Em meio às manifestações, ativistas disseram aos meios de comunicação esta semana que mais de 100 pessoas foram presas, detidas ou simplesmente estão desaparecidas em uma repressão liderada pelo regime.

Jack Phillips contribuiu para este relatório.

Por NTD News

Entre para nosso canal do Telegram.

Siga o Epoch Times no Gab.

Veja também

 
Matérias Relacionadas