Xi Jinping contradiz o primeiro-ministro chinês, afirmando: Somos uma ‘sociedade moderadamente próspera’

Por Shawn Lin

Em 1º de julho, Xi Jinping , chefe do Partido Comunista Chinês (PCC), declarou que a China havia alcançado uma sociedade moderadamente próspera. Ao mesmo tempo, a Comissão Central de Assuntos Financeiros e Econômicos também declarou que o PIB per capita da China havia excedido US $ 10.000 em 2019. No entanto, essas declarações eram muito diferentes daquelas oferecidas pelo primeiro-ministro do PCC, Li Keqiang, no ano passado.

Em 1º de julho, Xi declarou que a China havia alcançado uma “sociedade moderadamente próspera”. O que é uma “sociedade moderadamente próspera”? Uma sociedade moderadamente próspera é o “estado ideal das condições de vida da sociedade”, de acordo com a Enciclopédia Baidu da China. “Não se trata apenas de resolver o problema da alimentação e do vestuário, mas também de responder às necessidades do desenvolvimento urbano e rural nos aspectos da política, economia, cultura, sociedade e ecologia.”

De acordo com Li, há um ano quase metade da população da China não atendia às suas necessidades alimentares e de roupas. Em 28 de maio de 2020, Li disse em resposta à pergunta de um jornalista em uma entrevista coletiva no Congresso Nacional do Povo: “Nossa renda disponível per capita anual é de 30.000 yuans (cerca de US$ 4.637), mas existem 600 milhões de pessoas que ganham um renda mensal de apenas 1.000 yuans (cerca de US$ 155). Já é difícil alugar uma casa em uma cidade de médio porte por 1.000 yuans (cerca de US$ 155), e muito menos durante a pandemia. ”

Cinco dias depois, Wan Haiyuan e Meng Fanqiang, pesquisadores do Instituto de Pesquisa de Distribuição de Renda da China da Universidade Normal de Pequim, publicaram um artigo no portal Caixin da China, um site de publicação de notícias, que confirmou ainda mais a declaração de Li.

O artigo dizia: “O número mencionado pelo premiê está mais próximo da realidade. Embora muitos grupos tenham entrado na classe de alta renda, os grupos de classe de baixa e média renda permanecem dominantes. Um número considerável de grupos ainda está pairando perto da linha de sobrevivência. Eles estão fora de nossa vista, não têm canais para falar e a sociedade não pode ouvir suas vozes. Eles são a maioria silenciosa ”.

A equipe de pesquisa do Instituto de Pesquisa de Distribuição de Renda da China, Universidade Normal de Pequim, usou métodos de amostragem estratificada, linear e aleatória para analisar 70.000 pontos de dados. Os resultados mostram que, em 2019, 216 milhões de pessoas na China tinham uma renda mensal inferior a 500 yuans (cerca de US$ 77), representando 15,8% da população; 600 milhões de pessoas (incluindo os 216 milhões mencionados acima) tinham renda mensal inferior a 1.090 yuans (cerca de US$ 168), representando 42,9% da população.

O artigo indica que os valores do rendimento mensal se referem ao rendimento disponível per capita do agregado familiar: rendimento que pode ser utilizado após dedução do imposto sobre o rendimento das pessoas singulares, transferências privadas e vários seguros sociais.

A Rádio França sugere que as palavras de Li “quebraram uma bolha gigantesca e magnífica [do PCC] de mentiras”, foram como “lançar uma bomba nuclear, e a onda de choque ainda permanece”.

 
Matérias Relacionadas