“Wolverine – Imortal” revela as dores da solidão e da imortalidade do herói

Filme ambientado no Japão mostra Wolverine voltando a viver como herói após período de reclusão
Wolverine-Imortal
Efeitos especiais disputam com atmosfera dramática do novo filme da saga (Twentieth Century Fox/ Ben Rothstein)

Hoje estreia nos cinemas o novo longa com o mutante mais popular da Marvel: “Wolverine – Imortal”.  Ao contrário das sagas anteriores, o novo filme do herói interpretado por Hugh Jackman tem atmosfera dramática apesar de várias cenas recheadas de efeitos especiais. Depois de ter matado Jean Greu (Famke Janssen), Logan renega o papel de salvador da humanidade e passa a viver na selva.

O protagonista é salvo por Yukio (Rila Fukushima) a pedido do pai, Yashida (Hal Yamanouchi), que teve a vida salva pelo herói mutante em Nagasaki, na época da explosão da bomba atômica. Anos depois, Yashida faz uma proposta de tirar a imortalidade de Wolverine. Apesar de negar o pedido, Wolverine é infectado pela mutante Víbora (Svetlana Khodchenkova), especializada em biologia e imune a qualquer veneno.

Um dos desafios de “Wolverine Imortal” está no super-herói salvar sua amante Mariko (Tao Okamoto) das garras da máfia Yakuza e do gigante Samurai de Prata e lidar com o conflito psicológico causado pela sua imortalidade, que gera profunda solidão.

Fã de quadrinhos, o ator australiano Hugh Jackman falou à Associated Press sobre seu interesse particular pelo enredo. “Eu queria fazer (este filme) há 13 anos, quando li pela primeira vez essa história samurai. Só acho que vendo esse personagem no Japão seria perfeito vê-lo lutar com seus poderes, o que realmente lhe dá uma quase imortalidade”.

O papel, que projetou o ator para o circuito internacional, ganhou a admiração do ator. “Em um nível, você pode dizer que eu estou interpretando um cara com o cabelo estranho e garras saindo de suas mãos, mas na verdade ele é incrivelmente humano e uma grande espécie de anti-herói e figura trágica. É por isso que ele é eternamente fascinante para mim e é por isso que faço questão de manter essa saga”, afirmou o ator.

Epoch Times public  em 35 países em 21 idiomas

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas