Medalhista olímpico celebra vitória prematuramente e perde corrida (vídeo)

Por Jack Phillips

Um corredor de longa distância comemorou prematuramente e isso custou-lhe uma medalha.

Hagos Gebrhiwet, que estava em primeiro lugar, pensou que estava prestes a vencer a corrida de 5.000 metros antes de correr para o lado direito da pista e colocar os braços no ar.

Mas o corredor etíope rapidamente percebeu seu erro.

Gebrhiwet correu outra volta e rapidamente saiu do ritmo.

Yomif Kejelcha passou por ele e venceu a competição no evento da IAAF Diamond League.

Gerbrhiwet, entretanto, terminou em 10º lugar.

“Hagos Gebrhiwet contou errado o número de voltas nos 5000m da Diamond League, em Lausanne. Ele correu para a linha de chegada e celebrou, mas campainhas sinalizavam que ainda restava uma volta. Ele entra novamente na corrida e termina em 10º ”, de acordo com um usuário do Twitter que postou um vídeo com seu erro de cálculo.

Gerbrhiwet, de 25 anos, havia conquistado a medalha de bronze no mesmo evento durante as Olimpíadas do Rio de 2016, segundo a CBS Sports.

Meia hora de exercício?

Pesquisadores do Centro Médico Irving, da Universidade de Colúmbia, avaliaram 7.999 adultos saudáveis, com 45 anos ou mais, que haviam participado de um estudo separado que exigia que eles usassem monitores de atividade por pelo menos quatro dias entre 2009 e 2013.

A equipe de pesquisa usou os dados dos monitores – que registraram a quantidade e a intensidade da atividade física que eles realizavam – e, ao longo de cinco anos, monitoraram as mortalidades e os riscos à saúde vivenciados pelos participantes.

Imagem de uma corredora (Wikipedia: Peter van der Sluijs, CC BY-SA 3.0, 2.5, 2.0, 1.0)

O estudo descobriu que a substituição por 30 minutos de atividade física leve pode reduzir os riscos de morte prematura em cerca de 17%.

Substitua esse tempo sedentário por exercícios mais moderados a vigorosos, como correr e andar de bicicleta, e você reduzirá o risco de mortalidade precoce em 35%. Mesmo curtos períodos de 1 a 2 minutos de movimento estavam ligados a benefícios valiosos de saúde a longo prazo.

“Se você tem um emprego ou estilo de vida que envolve pouca atividade e muito tempo sentado, você pode diminuir o risco de morte prematura movendo-se com mais frequência – pelo tempo que quiser e conforme sua capacidade permitir – isso significa que fazer uma aula de spin de alta intensidade de uma hora ou escolher atividades de baixa intensidade, como caminhar, já é um grande benefício” disse o autor principal do estudo Dr. Keith Diaz, professor assistente de medicina comportamental da Universidade de Columbia Vagelos College of Physicians and Surgeons, em um comunicado para a imprensa.

Julia Ries, da Healthline, contribuiu para esta reportagem.

 
Matérias Relacionadas