Veterinários estão removendo chifres de rinocerontes para salvá-los de caçadores. Esta é a melhor solução?

Para resolver os problemas precisamos abordar suas causas fundamentais. Quando se trata do comércio ilegal de chifres de rinoceronte, o que você diria que é a raiz do problema: o chifre ou o caçador?

Você provavelmente disse o “caçador”; praticamente todas as pessoas concordam com isso. No entanto, para os protetores da vida selvagem que não possuem meios para atacar a raiz do problema, foi implementada uma abordagem situacional do tipo “band-aid“.

(Captura de tela do ©YouTube | Caters Clips)
(Captura de tela do ©YouTube | Caters Clips)

Um controverso programa de remoção dos chifres, iniciado pelo veterinário Dr. William Fowlds, providencia o corte dos chifres gigantes dos rinocerontes antes que os caçadores o façam.

A filmagem de um rinoceronte tendo seu chifre cortado com uma motosserra provocou o debate sobre se esse é realmente o melhor caminho. Alguns argumentaram que isso deixa o rinoceronte indefeso; outros dizem que é semelhante a cortar o nariz. A operação é angustiante, para dizer o mínimo.

The edges of the horn of the rhino's at Kragga Kamma Game Park are smoothed with an angle grinder, humans would use a…

Posted by FRIENDS OF SCHOENMAKERSKOP on Monday, July 28, 2014

Para os protetores da vida selvagem, apesar das críticas, isso está salvando a população de rinocerontes, um chifre de cada vez.

Aqueles que conhecem o estado chocante e lastimável em que os rinocerontes são deixados após serem caçados por seu marfim são mais propensos a ficar do lado do projeto.

(Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA/Flickr)
(Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA/Flickr)

“Conseguir ajudar um rinoceronte é a exceção”, diz o veterinário da vida selvagem Peter Rogers, conforme relatado pela Motherboard. “Na maioria das vezes, acabamos encontrando eles mortos, com metade do rosto cortada. Os caçadores são completamente bárbaros.”

Os protetores admitem que os machucam no processo de retirada dos chifres, mas estão correndo para fazê-lo antes que os caçadores alcancem os rinocerontes, evitando um sofrimento muito maior e salvando suas vidas.

Champ the new Rhino,at Kragga Kamma Game Reserve.

Posted by Michael Potter on Tuesday, March 31, 2015

“É triste que tenhamos que retirar os chifres para proteger esses animais que tanto amamos de caçadores sem escrúpulos. Adoramos nossos rinocerontes, mas para salvá-los precisamos mutilá-los”, explica o fotógrafo Luc Hosten, que registrou a retirada do chifre de um rinoceronte no Parque Kragga Kamma, em Port Elizabeth, na África do Sul.

O veterinários cortam oito centímetros acima da base do focinho do rinoceronte, o que evita danificar os seios nasais dele. Caçadores, no entanto, os deixam com feridas abertas e ferimentos fatais.

(Captura de tela do ©YouTube | Caters Clips)
(Captura de tela do ©YouTube | Caters Clips)

Onde está a demanda?

Segundo o mapa de rinocerontes da National Geographic, que mostra as rotas comerciais ilegais e os países com maior demanda por chifres de rinocerontes, “a maioria dos chifres acaba nos mercados medicinais do Vietnã e da China”. Além disso, 2.500 chifres de rinoceronte foram enviados ilegalmente à Ásia entre 2006 e 2010. Em novembro de 2011, entre US$ 3 milhões a US$ 11 milhões em chifres de rinocerontes enviados ilegalmente foram apreendidos em Hong Kong.

Em 2014, os assassinatos de rinocerontes na África do Sul superaram os nascimentos, sinalizando uma demanda crescente.

Enfrentar o problema não envolve apenas lidar com os caçadores, pois é a demanda que os motiva também encoraja mais pessoas a participarem desse mercado tenebroso. Infelizmente, parar a demanda é ainda mais complicado.

(Jonathan Groß/MagentaGreen/Wikipedia)
(Jonathan Groß/MagentaGreen/Wikipedia)

“A parte mais assustadora sobre a crise atual é como ela está sendo dominada pelo crime organizado”, disse o Dr. William Fowlds, veterinário da vida selvagem sul-africana. “Esses caras adoram os produtos da vida selvagem porque as recompensas são mais altas e os riscos menores do que tráfico de armas, drogas e de pessoas, ou seja, qualquer outra coisa.”

De fato, o que é mais assustador é quando o crime organizado é sancionado pelo Estado, isto é, perpetrado por um regime autoritário como o da China. Como você lidaria com os “traficantes” neste caso?

Reencenação apenas para propósitos ilustrativos
Reencenação apenas para propósitos ilustrativos

Consideremos a extração forçada de órgãos humanos, por exemplo. Embora a comunidade internacional condene o assassinato sistemático de prisioneiros de consciência realizado pelo regime chinês para a extração e venda ilegal de seus órgãos, por que eles continuam com esses crimes contra a humanidade?

A raiz do problema está no Partido Comunista Chinês, que está sequestrando praticantes do Falun Gong, pessoas pacíficas e principalmente saudáveis por conta da sua disciplina espiritual, e prendendo-os em centros de detenção por todo o país, enquanto a demanda de chineses e estrangeiros ricos por órgãos saudáveis continua aumentando constantemente. Isso alimenta o comércio ilegal e lucrativo dos transplantes de órgãos que acontece desde 1999 na China.

Praticantes do Falun Gong se reúnem em Nova York no Dia do Falun Dafa em 13 de maio de 2015
Praticantes do Falun Gong se reúnem em Nova York no Dia do Falun Dafa em 13 de maio de 2015

Então, isso traz à tona uma grave questão de que a raiz do problema supre uma demanda, e é baseada na ignorância e/ou no egoísmo. Assim sendo, como você acha que esses problemas devem ser resolvidos?

Para saber mais sobre a extração forçada de órgãos na China, assista ao documentário abaixo:

Aqui está um vídeo que retrata a remoção do chifre de um rinoceronte na África do Sul:

 
Matérias Relacionadas