Trump responde a Biden que vê “grandeza” onde democrata enxerga “escuridão”

Por EFE

Washington, 21 ago – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta sexta-feira que vê “grandeza” onde o candidato democrata que vai enfrentá-lo nas eleições presidenciais de novembro, Joe Biden, enxerga “escuridão”, em resposta ao discurso feito ontem pelo adversário na convenção de seu partido.

“Onde Joe Biden vê escuridão americana, eu vejo grandeza americana”, disse Trump em reunião com o grupo conservador Conselho para a Política Nacional, em Arlington, no estado da Virgínia.

O presidente americano reagiu assim ao discurso de Biden na convenção nacional do Partido Democrata, no qual aceitou a nomeação para ser o candidato da legenda nas eleições de 3 de novembro. No pronunciamento, ele se apresentou como um “aliado da luz” contra a “escuridão” que ele acredita que Trump representa.

“É tempo para nós, o povo, nos unirmos, porque, não nos enganemos, juntos podemos, e iremos, ultrapassar este tempo obscuro nos EUA. Escolheremos a esperança em vez do medo, os fatos em vez da ficção, a justiça em vez do privilégio”, declarou o candidato democrata no encerramento da convenção.

Trump queixou-se de que a elite democrata “passou quatro dias a atacar os EUA como racista e como um país horrível que deve ser redimido”.

“Joe Biden declarou de maneira sombria uma era de escuridão americana, e no entanto, vejam o que conseguimos até que a peste (em referência à pandemia) chegou, e vejam, estamos fazendo novamente”, disse Trump, defendendo seu governo, o qual definiu como “o período de maior sucesso” na história do país Para o presidente americano, o evento democrata foi a convenção “mais obscura, mais sombria”.

Ainda segundo Trump, a melhor parte do discurso de Biden foi “aquilo de que ele não falou”, notando que o democrata não mencionou questões como a aplicação da justiça, nem as relações com a China.

A respeito, Trump advertiu que se o democrata ganhar as eleições, a China será “dona” dos Estados Unidos, e que existem relatórios de inteligência apontando que “a China quer muito que Biden ganhe.

“Não vamos deixar que isso aconteça”, frisou.

Trump também criticou o discurso de seu antecessor no cargo, Barack Obama, no terceiro dia da convenção, no qual advertiu que o atual presidente está disposto a “derrubar” a democracia, se necessário, para vencer.

“Não se esqueçam do presidente Obama. Dizem que ele foi um grande presidente. Bem, não pode ter sido um grande presidente quando muitas das coisas que ele fez nós desfizemos”, afirmou Trump.

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas