Tripulação americana, japonesa e russa decola para Estação Espacial

Um trio composto por astronautas americano e japonês e por um cosmonauta russo decolou do Cazaquistão no domingo (24) para uma viagem de dois dias até a Estação Espacial Internacional, revelou a TV da NASA em uma transmissão.

Os membros da expedição 54/55 da Estação Espacial Internacional, o cosmonauta da Roscosmos, Anton Shkaplerov (centro), os astronautas da NASA Scott Tingle (direita) e da Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (JAXA) Norishige Kanai (esquerda), durante a cerimônia de decolagem depois de verificar os seus trajes espaciais antes do lançamento da nave espacial Soyuz MS-07, no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, em 17 de dezembro de 2017 (Maxim Shipenkov, Pool/Reuters)
Os membros da expedição 54/55 da Estação Espacial Internacional, o cosmonauta da Roscosmos, Anton Shkaplerov (centro), os astronautas da NASA Scott Tingle (direita) e da Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (JAXA) Norishige Kanai (esquerda), durante a cerimônia de decolagem depois de verificar os seus trajes espaciais antes do lançamento da nave espacial Soyuz MS-07, no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, em 17 de dezembro de 2017 (Maxim Shipenkov, Pool/Reuters)

O comandante Anton Shkaplerov, da Roscosmos, e os engenheiros de vôo Norishige Kanai, da Agência de Exploração Aeroespacial do Japão, e Scott Tingle, da NASA, deixaram o Cosmódromo de Baikonur às 13h21 hora local (7h21 GMT/2h21 EST).

A nave espacial Soyuz MS-07, que transporta a tripulação de Norishige Kanai, do Japão, Anton Shkaplerov da Rússia e Scott Tingle dos EUA, decola da plataforma de lançamento no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, com destino à Estação Espacial Internacional (ISS), em 17 de dezembro de 2017 (Shamil Zhumatov/Reuters)
A nave espacial Soyuz MS-07, que transporta a tripulação de Norishige Kanai, do Japão, Anton Shkaplerov da Rússia e Scott Tingle dos EUA, decola da plataforma de lançamento no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, com destino à Estação Espacial Internacional (ISS), em 17 de dezembro de 2017 (Shamil Zhumatov/Reuters)
A nave espacial Soyuz MS-07, que transporta a tripulação de Norishige Kanai, do Japão, Anton Shkaplerov da Rússia e Scott Tingle dos EUA, decola da plataforma de lançamento no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, com destino à Estação Espacial Internacional (ISS), em 17 de dezembro de 2017 (Shamil Zhumatov/Reuters)
A nave espacial Soyuz MS-07, que transporta a tripulação de Norishige Kanai, do Japão, Anton Shkaplerov da Rússia e Scott Tingle dos EUA, decola da plataforma de lançamento no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, com destino à Estação Espacial Internacional (ISS), em 17 de dezembro de 2017 (Shamil Zhumatov/Reuters)
A nave espacial Soyuz MS-07, que transporta a tripulação de Norishige Kanai, do Japão, Anton Shkaplerov da Rússia e Scott Tingle dos EUA, decola da plataforma de lançamento no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, com destino à Estação Espacial Internacional (ISS), em 17 de dezembro de 2017 (Shamil Zhumatov/Reuters)
A nave espacial Soyuz MS-07, que transporta a tripulação de Norishige Kanai, do Japão, Anton Shkaplerov da Rússia e Scott Tingle dos EUA, decola da plataforma de lançamento no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, com destino à Estação Espacial Internacional (ISS), em 17 de dezembro de 2017 (Shamil Zhumatov/Reuters)

A tripulação irá gradualmente se aproximar da estação, que orbita a cerca de 400 km acima da superfície terrestre, durante dois dias antes da acoplagem.

A nave espacial Soyuz MS-07, que transporta a tripulação de Norishige Kanai, do Japão, Anton Shkaplerov da Rússia e Scott Tingle dos EUA, decola da plataforma de lançamento no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, com destino à Estação Espacial Internacional (ISS), em 17 de dezembro de 2017 (Shamil Zhumatov/Reuters)
A nave espacial Soyuz MS-07, que transporta a tripulação de Norishige Kanai, do Japão, Anton Shkaplerov da Rússia e Scott Tingle dos EUA, decola da plataforma de lançamento no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, com destino à Estação Espacial Internacional (ISS), em 17 de dezembro de 2017 (Shamil Zhumatov/Reuters)

Shkaplerov, Kanai e Tingle se juntarão a Alexander Misurkin, da Roscosmos, e Mark Vande Hei e Joe Ends, da NASA, que estão a bordo do posto orbital desde setembro.

O membro da expedição 54/55 da Estação Espacial Internacional Norishige Kanai, da Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (JAXA), durante a cerimônia de decolagem depois de verificar seu traje espacial antes do lançamento da nave espacial Soyuz MS-07, no Cosmódromo de Baikonur, Cazaquistão, em 17 de dezembro de 2017 (Maxim Shipenkov, Pool/Reuters)
O membro da expedição 54/55 da Estação Espacial Internacional Norishige Kanai, da Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (JAXA), durante a cerimônia de decolagem depois de verificar seu traje espacial antes do lançamento da nave espacial Soyuz MS-07, no Cosmódromo de Baikonur, Cazaquistão, em 17 de dezembro de 2017 (Maxim Shipenkov, Pool/Reuters)
O membro da expedição 54/55 da Estação Espacial Internacional Norishige Kanai, da Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (JAXA), durante a cerimônia de decolagem depois de verificar seu traje espacial antes do lançamento da nave espacial Soyuz MS-07, no Cosmódromo de Baikonur, Cazaquistão, em 17 de dezembro de 2017 (Maxim Shipenkov, Pool/Reuters)
O membro da expedição 54/55 da Estação Espacial Internacional Norishige Kanai, da Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (JAXA), durante a cerimônia de decolagem depois de verificar seu traje espacial antes do lançamento da nave espacial Soyuz MS-07, no Cosmódromo de Baikonur, Cazaquistão, em 17 de dezembro de 2017 (Maxim Shipenkov, Pool/Reuters)

As câmeras internas mostraram membros da equipe fazendo gestos de pulso após a decolagem. Também era visível um cachorro de brinquedo inflável escolhido pela filha de Shkaplerov para ser o indicador de gravidade zero da nave espacial.

A Soyuz já havia entrado em órbita com segurança cerca de 10 minutos após o lançamento.

Leia também:
NASA transmite dados do espaço por meio de laser
Sons do espaço se assemelham aos sons de baleias: ouça aqui
Viagens ao espaço profundo prejudicam o cérebro
Físico proeminente comprova que viajar no tempo é possível
Ouro veio do espaço sideral, dizem cientistas
Trump diz que EUA irão à Lua de novo e eventualmente a Marte
Conheça oito mistérios sobre a origem da Lua

 
Matérias Relacionadas