Terroristas islâmicos invadem universidade no Afeganistão e matam 22 pessoas

Presidente Ashraf Ghani, que já lecionou na universidade classificou o ataque como um "ato desprezível de terror"

Por Diário do Poder

Três terroristas islâmicos invadiram a Universidade de Cabul, capital do Afeganistão, nesta segunda (2) e mataram ao menos 22 pessoas, incluindo estudantes em suas salas de aula.

Presidente do país e ex-professor da instituição, Ashraf Ghani classificou o episódio como um “ato desprezível de terror”. Em uma mensagem de vídeo, Ghani anunciou um dia nacional de luto para homenagear as vítimas e ofereceu suas condolências à nação e às famílias das vítimas.

“Meu coração ainda bate por esta instituição acadêmica”, disse ele. “O ataque de hoje nos deixou abatidos.”, disse sobre o segundo ataque a uma instituição de ensino em uma semana.

Além dos mortos, os três agressores deixaram mais 22 feridos antes que as forças de segurança os matassem os atiradores, segundo o Ministério da Saúde.

Informações da imprensa local dão conta que os terroristas tinham como alvo uma reunião realizada para marcar a conclusão de um curso de treinamento na universidade. (Com ABr)

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas