Publicado em - Atualizado em 28/09/2017 às 17:43

Soldado sul-coreano morre perto da fronteira com Coreia do Norte

Soldados sul-coreanos em treinamento (Jung Yeon-je/AFP/Getty Images)

Soldados sul-coreanos em treinamento (Jung Yeon-je/AFP/Getty Images)

As autoridades da Coreia do Sul investigam a morte de um de seus soldados que levou um tiro perto da fronteira com a Coreia do Norte, informou hoje (28) a agência Yonhap News.

De acordo com o exército, o homem – que tinha 22 anos de idade e patente de primeira classe – foi atingido na cabeça por uma bala enquanto caminhava de volta à sua base em Cheorwon, Província de Gangwon, por volta das 16h10min (hora local) na terça-feira, 26 de setembro.

O jovem foi levado para um hospital mas morreu às 17h22min (hora local).

Após uma investigação preliminar, o exército declarou que a morte do soldado pode ser atribuída a uma bala perdida, proveniente de um campo de tiro que fica a cerca de 400 metros de distância.

Em meio a suspeitas sobre sua morte, o ministro da Defesa da Coreia do Sul, Song Young-moo, ordenou uma investigação especial por parte de seu ministério.

Campo de tiro do exército sul-coreano em Cheorwon, província de Gangwon, Coreia do Sul (Yonhap News)

Campo de tiro do exército sul-coreano em Cheorwon, província de Gangwon, Coreia do Sul (Yonhap News)

Esta estranha ocorrência se sucedeu em meio à escalada de tensão na península coreana, que tem como protagonistas o ditador comunista norte-coreano Kim Jong-un e o presidente americano Donald Trump.

Enquanto Pyongyang continua seus testes nucleares, Washington e Seul realizam exercícios militares perto da fronteira entre ambas as Coreias.

As duas Coreias estão tecnicamente em guerra porque, desde o conflito bélico ocorrido entre 1950 e 1953, um tratado de paz formal nunca foi assinado.

Leia também:
Presidente do Equador anuncia que fará consulta popular
Acordo com Mercosul beneficiará 78% do comércio Brasil-Egito
EUA inclui Venezuela e Coreia do Norte em proibição de viagem

Todo conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada. Para reproduzir a matéria, é necessário apenas dar crédito ao Epoch Times em Português e para o repórter da matéria.
Leia a diferença. Epoch Times Todos os direitos reservados © 2000-2016