Segundo Tempo: programa do governo visa democratizar o acesso à prática e à cultura do esporte

Anúncio oficial de renovação do Programa Segundo Tempo no estado do Ceará, Fortaleza, em 6 de novembro de 2012.  Estavam o atual técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e outras autoridades (Fellegger Agency)
Anúncio oficial de renovação do Programa Segundo Tempo no estado do Ceará, Fortaleza, em 6 de novembro de 2012. Estavam o atual técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e outras autoridades (Fellegger Agency)

O Governo Federal, por meio do Ministério do Esporte, atua com o Programa Segundo Tempo, que tem como objetivo principal de democratizar o acesso à prática e à cultura do esporte. O programa se propõe a usar o esporte como fator de formação da cidadania e melhoria da qualidade de vida dos beneficiados, prioritariamente em áreas de vulnerabilidade social.

Promovendo o desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens, o Segundo Tempo foi considerado pela Unesco, órgão das Nações Unidas, como o maior programa de esporte educacional do mundo. Seu modelo foi usado em países como Angola, Guiné Bissau e Costa do Marfim.

No Estado do Ceará o programa Segundo Tempo se destaca, por atender 100% dos municípios, favorecendo mais de 46 mil beneficiados. Com isso, mantem bons resultado Esportivos e Pedagógicos no que tange a proposta do Programa.

Entidades públicas e privadas sem fins lucrativos podem se inscrever e propor uma parceria com o programa. Essas entidades devem manter núcleos esportivos e educacionais, criando eventos e atividades para 100 participantes, sempre orientados por profissionais do esporte.

As atividades esportivas e complementares seguem um modelo que inclui atividades fora do horário escolar em espaços como a escola ou lugares comunitários. Além disso, permite a cada participante o direito de cursar no mínimo três modalidades de esporte, ao menos três vezes na semana, com duração de 2 a 4 horas por dia. Oferta-se também o reforço alimentar.

O projeto escolhido deve ser desenvolvido durante o ano escolar, com recesso remunerado de 30 dias entre os meses de dezembro e janeiro.

Desde janeiro de 2009 existe também o Programa Recreio nas Férias, que visa prover aos participantes do Segundo Tempo atividades culturais, artísticas, esportivas, turísticas, sociais e de jogos e brincadeiras durante as férias escolares.

Cada edição do Recreio nas Férias tem um tema central para ser abordado com os participantes. Em 2009, por exemplo, o tema escolhido foi meio ambiente.

Em busca da credibilidade perdida

Em outubro de 2011 o Programa Segundo Tempo foi alvo de denúncias de um suposto esquema de desvio de dinheiro da pasta, segundo declarações do policial militar João Dias Ferreira, preso pela Polícia Civil de Brasília em 2010, também por suspeita de fraudar o Segundo Tempo, e pelo Ministério Público de São Paulo, quando investigou a ONG Pra Frente Brasil, fundada pela ex-jogadora de basquete Karina em Jaguariúna, no interior de São Paulo. Karina havia sido eleita vereadora na mesma cidade e pelo mesmo partido do então ministro Orlando Silva (PCdoB).

No final de outubro de 2011, Orlando Silva foi demitido e assumiu em seu lugar o atual ministro, Aldo Rebelo (PCdoB), com a missão de recuperar a credibilidade do Programa.

Buscando atingir seu objetivo, Aldo Rebelo convidou Luiz Felipe Scolari, atual técnico da seleção brasileira, para participar do Programa como consultor não-remunerado.

Epoch Times publica em 35 países em 19 idiomas.

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas