Sarah Sanders: Deus “queria que Donald Trump se tornasse presidente”

O secretário de imprensa Christian Broadcasting Network falou: Trump apoia o que as pessoas de fé 'realmente se preocupam'

Por Michael Wing

Em entrevista a uma rede de TV religiosa em 30 de janeiro, a secretária de imprensa da Casa Branca, Sarah Sanders, deixou clara sua crença de que Deus: “queria que Donald Trump se tornasse presidente”.

Falando com David Brody e Jennifer Wishon da Christian Broadcasting Network, ela explicou: “Eu acho que Deus nos chama a todos para ocupar diferentes funções em diferentes momentos e eu acho que Ele queria que Donald Trump se tornasse presidente.

“É por isso que ele está lá, e acho que ele fez um tremendo trabalho em apoiar muitas das coisas que as pessoas de fé realmente se importam.”

A secretária de imprensa da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, fala à mídia na entrada da Casa Branca em Washington (Mark Wilson / Getty Images)

Enquanto isso, Sanders acrescentou que era “muito difícil” fazer palestras sobre moralidade do Partido Democrata.

Ela respondeu à ideia apresentada pela presidente da Câmara, Nancy Pelosi, de que o muro proposto por Trump ao longo da fronteira EUA-México é “imoral”, afirmando: “A ideia de proteger o povo de seu país, que é o dever fundamental do presidente dos Estados Unidos, seria de alguma forma imoral, é uma acusação ridícula”.

Em resposta à insistência de Trump para liberação de US $ 5,7 bilhões do Congresso para financiar o muro, e em face do subsequente fechamento do governo, Pelosi havia declarado anteriormente que o presidente receberia “nada pelo muro”.

Quando perguntado sobre a posição de Trump em relação à segurança dos cristãos na Síria, à luz da retirada dos Estados Unidos da região, Sanders deixou claro que a administração é favorável.

“Olha, o presidente deixou claro que apoiamos os cristãos, que apoiamos os curdos.”

“A ideia de que o presidente está apenas se afastando e ignorando qualquer problema em potencial não compreende a decisão fundamental que ele tomou.”

Presidente Trump faz uma declaração no Jardim das Rosas da Casa Branca (Olivier Douliery-Pool / Getty Images)

A entrevista da CBN segue apenas alguns dias depois que Trump twittou em apoio ao estudo da Bíblia.

Numerosos estados também estão introduzindo legislação para permitir o estudo da Bíblia como uma opção de parte do currículo da escola pública.

 
Matérias Relacionadas