Agindo de acordo com seu relógio biológico interno

Estudos recentes mostram o que os hindus já sabiam há milênios: o funcionamento do corpo humano muda ao longo do dia, ele possui seu próprio relógio biológico interno. Por isso, é um boa ideia fazer as coisas ajustas o máximo possível aos ciclos internos do corpo.

Fazer sexo – 8 h

Embora os casais costumem fazer sexo à noite em razão da rotina diária, estudos mostram que os níveis de testosterona têm seu ápice de manhã. Se o seu objetivo é ter um filho, é engravidar, então o melhor horário é de tarde, quando o sêmen está no seu pico de fertilidade, com mais espermatozoides e com mais vitalidade do que nunca.

Alimentar-se – 9h30

Muitas pessoas dizem que o café-da-manhã é a refeição mais importante do dia. Isso tem bastante fundamento, porque, de manhã, as células do estômago estão com o máximo vigor, o que permite ao organismo digerir os alimentos 50% mais rapidamente que em outros horários normais de refeição.

Estudar e pensar em problemas – 11h

Esse é o melhor horário para aprender e para pensar na solução de problemas, porque é quando o córtex pré-frontal, uma área do cérebro ligada ao raciocínio, está tinindo. As conexões entre neurônios estão no melhor estado, o que aumenta a capacidade do cérebro.

Suportar dor – 14h30

Você precisa tratar um canal de dente ou fazer aquela depilação dolorosa? Faça isso depois da digestão do almoço, depois de um bom hambúrguer. O cheiro e o gosto de alimentos gordurosos estimulam a liberação de endorfina, um tipo de anestésico natural produzido pelo corpo. O efeito máximo da endorfina ocorre aproximadamente uma hora e trinta minutos depois da refeição.

Beber – 17h30

Gosta de beber uma cerveja e conversar com os amigos depois do trabalho? Que tal antecipar isso? Das 17 às 18 horas, o fígado está no seu ápice e é quando o corpo está mais quente e a circulação sanguínea mais acelerada. Mas não esqueça, se beber não dirija.

Malhar – 18h30

Que tal um exercício numa academia para perder peso e entrar em forma? A maioria dos recordes esportivos acontece entre 15h e 20h, e isso tem uma razão: é o período em que as articulações estão mais flexíveis, o que reduz a sensação de cansaço, e os músculos ficam até 20% mais fortes do que durante a manhã.

Com base na revista Super Interessante

 
Matérias Relacionadas