Recém-nascido recebe 13 pontos após cortar bochecha durante cesariana

Por Mariana Buendia

Um bebê recém-nascido no Colorado recebeu 13 pontos no rosto depois que um corte foi feito em sua bochecha como resultado de uma cesariana de emergência em sua mãe. Ambos os pais ficaram arrasados ​​ao ver o rosto da filha.

Reazjhana e Damarqus Williams planejaram que o nascimento de sua filha Kyanni seria através do parto natural. No entanto, em 15 de junho, após tentativas de fazer a mãe dar à luz por conta própria, os planos mudaram e, depois de não sentirem os batimentos cardíacos do bebê, os médicos realizaram uma cesariana de emergência no Denver Hospital, no Colorado, relatou o Fox Tampa 13 Bay.

“Eles me deram um comprimido para ajudar a acelerar o parto e poucos minutos depois me levaram para uma cesárea de emergência”, disse a mãe.

Embora tudo aparentemente tivesse corrido bem, ao receber a pequena Kyanni nos braços, os pais viram que ela tinha um ferimento na bochecha esquerda. A equipe médica disse que era um “arranhão”, mas o corte ia quase do nariz à orelha e também exigiu 13 pontos do cirurgião plástico.

“Eu disse a mim mesmo: ‘Isso não é um arranhão. Isso não [sic] parece um arranhão para mim ”, disse o pai na entrevista com o mesmo veículo.

Foto de arquivo de um bebê. (Christiana Bella/Pixabay)

Os Williams ficaram arrasados ​​com a situação e pediram aos médicos uma explicação sobre o que aconteceu na cesariana de emergência.

“Disseram que nosso bebê havia feito um movimento brusco e que não podiam ouvir o batimento cardíaco nem encontrá-lo”, lembra Damarqus, após essa situação procederam a uma cesariana, mas “disseram que seu rosto estava colado à parede da placenta. ”

E embora a mãe tenha apontado que tentou ser compreensiva com a situação, ela realmente não conseguia entender por que isso havia acontecido com seu bebê.

Crédito: GoFundMe

“Tentei entender o que aconteceu, mas além do corte no rosto e da necessidade de um cirurgião plástico para fazer isso, tem muita coisa que eu não estou entendendo com a cesárea ”, disse a mãe. “Eu nunca ouvi falar de alguém ter que lidar com o rosto de seu bebê assim depois de uma cesariana.”

E embora a cirurgia sempre tenha riscos, e a cesárea inclua esse tipo de laceração no bebê como uma delas, é algo realmente muito raro. Na medida em que muitos profissionais de saúde nunca viram tal caso.

“Provavelmente fiz mais de 2.500 partos e fiz cesarianas, é a primeira vez que vejo isso”, disse a enfermeira de prática avançada Lisa Merck, de acordo com a WGNTV. “É uma das coisas que podem acontecer, mas é muito, muito raro.”

O Dr. Jacque Moritz, obstetra-ginecologista de Nova Iorque, disse ao Inside Edition que em 30 anos de experiência ele nunca tinha visto nada parecido. “Nunca vi um corte tão profundo e tão longo”, observou ele.

Por sua vez, o pai de 23 anos explica que “dói muito” pelo bebê, ao ressaltar que “ela não consegue expressar o que sente”, mas percebe que ela não consegue dormir desse lado. Ao mesmo tempo, pensa no futuro da filha, com aquela cicatriz no rosto, imaginando que ela será ridicularizada quando crescer.

“É lamentável; ela não está confortável ”, disse ela à WGNTV.

“Todos vão perguntar a ela o que aconteceu, ou todos vão tirar sarro dela, tipo, ‘Oh, você tem uma cara de cicatriz'”, acrescentou ele.

A devastada família Williams busca ajuda para entender a situação e proceder legalmente, além de ver as possibilidades de uma cirurgia plástica que pode prevenir uma cicatriz tão evidente no rosto de Kyanni.

Os avós da família também estão envolvidos e preocupados. Tashaira Williams, a avó lançou uma campanha no GoFundMe para ajudar o casal.

“Que sua neta tenha nascido para ir ver o cirurgião plástico, para dar 13 pontos em você, é devastador, é de partir o coração”, disse Walter Williams, avô de Kyanni.

Por sua vez, o Hospital de Denver explicou em comunicado à FOX31 que em uma cesariana de emergência “Mesmo com todos os cuidados, há riscos inerentes a qualquer procedimento médico, e embora uma laceração seja uma complicação conhecida em uma cesariana, é mais comum em um procedimento de emergência ”.

Afirmaram também que estão “tristes” com a lesão no rosto do bebê, mas, por outro lado, “aliviados por ela ter nascido saudável e já estar em casa”.

Uma infeliz lesão durante o nascimento desta menina, que esperamos que ela possa lembrar no futuro como uma marca de sua força e resistência diante das adversidades da vida.

 

Entre para nosso canal do Telegram

Siga o Epoch Times no Gettr

 
Matérias Relacionadas