Rádio Voz da América e RFA encerrarão transmissão em inglês para China

A rádio Voz da América e a Radio Free Asia estão terminando suas transmissões de ondas curtas para a China. O Conselho Diretor de Radiodifusão (BBG, na sigla em inglês), que supervisiona as duas agências de notícias, determinou que apenas poucos países ainda têm audiências grandes o suficiente para transmissões em ondas curtas.

O anúncio foi feito no início de julho, mas notícias a respeito só começaram a circular recentemente na mídia chinesa. O reconhecimento tardio provavelmente está relacionado à forma como o anúncio do BBG foi feito. A China simplesmente não foi incluída na lista.

Um comunicado de imprensa da Voz da América (VOA) afirma que todas as transmissões em ondas curtas de “programas de notícias em inglês para a Ásia” foram encerradas em 30 de junho. Também foram encerradas as transmissões em azerbaijano, bengali, de aprendizado de inglês, khmer, curdo, laosiano e usbeque, segundo o comunicado.

De acordo com a lista de alterações de serviço do BBG, no entanto, as transmissões em ondas curtas da VOA e da Radio Free Asia (RFA) em mandarim, cantonês, tibetano e uigur continuarão. A RFA e a VOA não responderam imediatamente às chamadas telefônicas solicitando comentários.

O comunicado da VOA afirma: “A transmissão de ondas curtas é cara e seu uso pelos ouvintes tem declinado há anos.” E observa que o BBG determinou que o nível de impacto não compensa o custo, desta forma, esse contexto “já não favorece as transmissões deste meio para a maior parte do mundo”.

Os cortes incluem apenas transmissões em ondas curtas. Os serviços continuarão em AM, FM, televisão e online. Além da VOA e da RFA, os cortes abrangem às transmissões do Escritório de Difusão de Cuba, da Radio Free Europe/Radio Liberty e das Redes de Difusão do Oriente Médio.

A maioria dos países observará apenas a redução das transmissões em ondas curtas. Os cortes são determinados pelo número de ouvintes das transmissões de ondas curtas em cada país e se alternativas estão amplamente disponíveis. Nenhum corte foi mencionado para as transmissões em mandarim, cantonês, tibetano ou uigur.

 
Matérias Relacionadas