Projeto Rugby Para Todos estimula jovens carentes

Ações em prol da difusão do esporte fizeram com que o Brasil alcançasse a marca de 10 mil atletas
(Divulgação / Rugby Para Todos / Martial Roche)

Originário da Inglaterra, o rugby é um esporte caracterizado por muito contato físico, e muitas vezes considerado, equivocadamente, violento. Não por acaso, os países de colonização inglesa lideram o ranking mundial: 1º Nova Zelândia; 2º África do Sul; 3º Austrália.

Na América do Sul o Brasil aparece como a 4ª força em 33º lugar no ranking mundial, atrás de países como Argentina (7ª), Uruguai (22º) e Chile (25º), mas vem alçando voos cada vez maiores.

Na última Copa do Mundo, considerada o 3º maior evento esportivo do mundo, a receita líquida do rugby foi de US$143 milhões. O esporte apresenta 5 milhões de atletas ligados a Federação Internacional, além de ser o 2º esporte mais praticado no planeta, em um total de 120 países.

A Confederação Brasileira de Rugby (CBRu), criada há apenas dois anos, desenvolve um trabalho para promover e fortalecer o esporte em todo o território nacional.

Desde 2009, quando houve a inclusão do rugby no programa olímpico, o esporte passou a contar com o apoio do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Ministério do Esporte e novos parceiros, além de ganhar um centro de treinamento, novos patrocinadores e um contrato de transmissão com a SporTV até 2017. O esporte tem como parceiros técnicos da Nova Zelândia e uma campanha publicitária na TV, fato inédito para a categoria esportiva no Brasil.

Essas ações em prol da difusão do rugby fizeram com que o país alcançasse a marca de 10 mil atletas registrados, espalhados em 150 clubes em 22 Estados.

Além disso, o planejamento em longo prazo visa os objetivos estratégicos de tornar o Brasil um medalhista olímpico no Rugby Sevens em 2016, medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 2028, qualificar a seleção para a Copa do Mundo de 2019 (no masculino XV) e ter 500 mil jogadores em atividade até 2030.

A CBRu destaca que um de seus valores é “jogadores, clubes e seleções ativos em projetos de desenvolvimento social e humano”, temos a certeza que além de promissor, o rugby tem função extremamente importante no desenvolvimento dos jovens brasileiros.

Um dos projetos que mais chamam a atenção nesse sentido é o do Instituto Rugby Para Todos (IRPT). Fundado em julho de 2009, o instituto foi idealizado por experientes jogadores e iniciou sua atuação a partir de uma ação do Instituto Nova em 2004.

O objetivo dos programas e projetos do IRPT é atingir um número crescente de beneficiários em diversas localidades, desenvolvendo uma rede de treinadores, educadores, alunos e jogadores, formando uma cultura em que os princípios do rugby – União, Respeito, Lealdade, Amizade e Disciplina – sejam transmitidos às novas gerações e utilizados para promoção da cidadania.

Ao longo de nove anos, vários projetos beneficiaram aproximadamente 1,5 mil crianças e adolescentes, incluindo o projeto permanente na comunidade de Paraisópolis, o Leões de Paraisópolis, e as atividades em escolas, empresas e com outros parceiros locais.

Além dos benefícios decorrentes das atividades diárias do projeto, como aumento da autoestima dos alunos, melhoria da coordenação motora, disciplina, companheirismo e outros importantes valores voltados à prática da cidadania, os alunos ainda participam de momentos de entretenimento extra-aula, como campeonatos, passeios, atividades culturais e palestras, que complementam suas formações com novas atividades.

Outro destaque está na formação de atletas de qualidade, comprovada com a participação de oito jogadores do projeto na seleção brasileira.

Segundo Mauricio Draghi, um dos responsáveis pelo projeto, “o rugby vive um momento especial no Brasil depois da inclusão no programa olímpico”.

“Esperamos que este momento possa ser bem aproveitado por todos, transformando comunidades carentes pelo país por meio dos benefícios sociais, educacionais e humanos do esporte”, complementa Mauricio.

Serviço

Rugby Para Todos
Rua Dom Armando Lombardi, 557 – cj 51 – Morumbi
www.rugbyparatodos.org.br

Epoch Times publica em 35 países em 19 idiomas.

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas