Primeiro balanço oficial indica 29 mortes causadas por terremoto no Haiti

Por Agência EFE

O Serviço de Defesa Civil do Haiti divulgou neste sábado o primeiro balanço de vítimas decorrentes do terremoto de 7,2 graus na escala Richter que atingiu o sul do país, com 29 mortos.

Pouco antes da emissão das informações, o primeiro-ministro haitiano, Ariel Henry, havia classificado a situação como “dramática” e confirmado “várias perdas de vidas humanas e materiais” em diferentes departamentos do país.

Já o diretor geral do Escritório de Minas e Energia, Claude Prepetit, afirmou em entrevista coletiva que as regiões do território mais afetadas pelo tremor são as do sul e Grand’Anse, as mesmas que tinham sido mais impactadas pelo furacão Matthew, em 2016.

O representante do governo, que concedeu entrevista coletiva, pediu que as pessoas que estão desabrigadas não voltem para suas residências antes de uma avaliação das autoridades locais.

O terremoto foi registrado às 8h29 pela hora local (9h29 de Brasília), a cerca de 12 quilômetros da localidade de Saint-Louis du Sud, com o epicentro de dez quilômetros de profundidade. Pouco depois do primeiro tremor, houve réplica de com magnitude de 5,2 graus, a 17 quilômetros da localidade de Chantal.

A Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera dos EUA (NOAA), emitiu um alerta de tsunami para a costa de Porto Príncipe, além do sul e sudoeste do Haiti, que foi retirado posteriormente, a partir do fim da ameaça.

Apesar disso, o órgão americano solicitou que fosse mantida a vigilância, devido a “flutuações menores de até 30 centímetros, acima e abaixo da maré normal, nas regiões próximas ao epicentro do tremor”.

Já o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, pela sigla em inglês) apontou que o terremoto no Haiti recebeu classificação de alerta vermelho na escala de danos humanos, que significa ser provável um alto número de vítimas e que o desastre atinja área extensa.

“No passado, outros eventos deste nível de alerta necessitaram de uma resposta de nível nacional ou internacional”, advertiu o órgão americano.

Em janeiro de 2010, um terremoto de 7 graus de magnitude na escala Richter deixou 300 mil mortos no Haiti, além da mesma quantidade de feridos e 1,5 milhões de pessoas afetadas.

Entre para nosso canal do Telegram

Siga o Epoch Times no Gettr

 
Matérias Relacionadas