Policiais identificam mulher ‘angustiada’ prestes a pular de uma ponte e salvam-na bem a tempo

'Enquanto falava com ela, percebi que tinha cicatrizes de cortes recentes nos braços', afirmou o policial

Por Louise Bevan

Dois policiais da Flórida salvaram uma vida enquanto recebiam uma ligação na manhã de 15 de junho sobre uma mulher angustiada em uma ponte de uma rodovia. Os agentes a removeram da barreira bem a tempo.

Os policiais de Fort Pierce, Casey Miklosh e Hayden Willis, reconhecem que a confiança e o trabalho em equipe foram os fatores que contribuíram para salvar a vida dessa mulher. Mais tarde, eles foram considerados heróis por seu departamento e comunidade.

Um motorista viu a mulher de 20 anos – descalça, orando em uma ponte em Fort Pierce, Estados Unidos – e decidiu ligar para o 911, temendo que ela pudesse acabar com sua vida. Miklosh e Willis responderam e finalmente localizaram a mulher na ponte Graham Road sobre a Interestadual 95.

Miklosh, que foi o primeiro a se aproximar, afirma que a mulher estava “visivelmente perturbada”.

(Cortesia do Departamento de Polícia de Fort Pierce)
(Cortesia do Departamento de Polícia de Fort Pierce)

“Ela estava alterada”, declarou à ABC. “Enquanto falava com ela, percebi que aparentemente tinha cicatrizes de cortes relativamente recentes nos braços”.

Enquanto o policial tentava ganhar sua confiança, Willis pediu reforços, apoio médico e o fechamento da interestadual sob a ponte. A cooperação entre as agências respondentes levou a “um trabalho incrível”, afirma Willis.

No entanto, minutos depois, Miklosh ainda estava lutando para puxar conversa com a mulher agitada. Quando os veículos da polícia se aproximaram, ela ficou alterada. Caminhando para o lado oposto da ponte, ela deslizou a perna sobre a barreira de concreto.

(Cortesia do Departamento de Polícia de Fort Pierce)
(Cortesia do Departamento de Polícia de Fort Pierce)

Sem perder o ritmo, Miklosh, apesar do medo de altura, correu, agarrou-a pelo corpo e puxou-a para trás.

“Essa é a grande vantagem de trabalhar com pessoas em quem você confia muito”, refletiu Willis. “Eu tinha plena confiança de que meu parceiro faria o que fosse necessário para tirá-la da barreira (…) Estou feliz que a mulher não se machucou e estou feliz que meu parceiro está seguro”.

Os delegados do xerife do condado de St. Lucie algemaram a mulher, cujo nome é desconhecido, e a escoltaram até um hospital local para obter mais ajuda.

(Cortesia do Departamento de Polícia de Fort Pierce)
(Cortesia do Departamento de Polícia de Fort Pierce)

O Departamento de Polícia de Fort Pierce parabenizou seus policiais pelos “esforços rápidos” para salvar a vida da mulher.

O resultado dos esforços dos agentes foi notável, afirmou o diretor de relações públicas do departamento, Curtis Jennings. “Em situações semelhantes, quase 80 por cento desses encontros terminam mal”, declarou ele ao St. Lucie Post. “A reação rápida do oficial Miklosh salvou a vida desta mulher”.

Os policiais Miklosh e Willis são sócios da polícia há três anos e meio e afirmam que o departamento é como uma família. “Confiamos nos movimentos uns dos outros; sabemos como cada um age”, declarou Miklosh.

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
Matérias Relacionadas