Pequim simula uma invasão à Taiwan em um exercício militar

Exército chinês simula invasão a Taiwan; Presidente das Filipinas se dirige a Pequim: "não recuarei"

Por NTD Notícias

Uma mídia estatal chinesa se pronunciou da forma mais incisiva até agora para ameaçar os EUA, após Pequim simular uma invasão à Taiwan em um exercício militar.

O presidente filipino anunciou o fim da amizade entre seu país e a China. Disse a Pequim “Matem-me se quiserem, eu estarei aqui”.

Os EUA suspendem vistos para determinados oficiais da China comunista e suas famílias. Relatos apontam que um visto americano foi negado a um universitário chinês porque seu pai trabalha para o Ministério de Segurança Pública da China.

 
Matérias Relacionadas