Pentágono está investigando evento em que objeto voou perto do Air Force One

Por Allen Zhong

O Pentágono está investigando um evento após ter sido relatado que um objeto, que parece ser um drone, estava voando perto do Air Force One.

O evento ocorreu no domingo depois que o Air Force One pousou na Base Conjunta de Andrews quando o presidente Donald Trump estava voltando para a Casa Branca de seu resort de golfe em Bedminster, Nova Jersey.

Sebastian Smith, um correspondente da AFP na Casa Branca, mencionou isso em sua postagem no Twitter.

“@RealDonaldTrump acaba de pousar na Andrews no FY1. Pouco antes, durante a descida, voamos diretamente sobre um pequeno objeto, bem próximo ao avião do presidente”, escreveu. “Parecia um drone, embora eu não seja um especialista”.

Smith acrescentou em um post posterior no Twitter que o objeto voador tem a forma típica de X de um drone e que uma parte é amarela.

A 89ª Airlift Wing, que está baseada na Base Conjunta de Andrews e fornece transporte aéreo da Missão Aérea Especial (SAM) para o presidente e outros membros executivos de alto nível e militares, confirmou o relatório em um comunicado.

“A 89ª Airlift Wing está ciente do relatório. O assunto está em análise. A aeronave C-32A da 89ª Airlift Wing pousou com segurança sem incidentes ”, disse a agência em um comunicado.

Um drone DJI s1000 personalizado operando em Palm Beach, em Sydney, Austrália, em 4 de julho de 2014 (Brendon Thorne / Getty Images)
Um drone DJI s1000 personalizado operando em Palm Beach, em Sydney, Austrália, em 4 de julho de 2014 (Brendon Thorne / Getty Images)

De acordo com as regras da Federal Aviation Administration (FAA), os drones não podem voar a menos de 120 metros dos limites laterais de 133 instalações militares, incluindo a Base Conjunta Andrews, desde 14 de abril de 2017.

“As operadoras que violarem as restrições do espaço aéreo podem estar sujeitas a ações de fiscalização, incluindo possíveis penalidades civis e processos criminais”, disse a FAA em um comunicado em 2017.

A base também faz parte da Zona Restrita de Voo (FRZ) do Distrito de Columbia, que foi estabelecida após 11 de setembro de 2001.

O FRZ é uma área em forma de círculo a cerca de 17 milhas perto do Aeroporto Nacional Ronald Reagan de Washington. Somente em casos excepcionais, voos não governamentais podem voar dentro da FRZ, de acordo com a FAA.

Siga Allen no Twitter: @AllenZM

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:
 
Matérias Relacionadas