ONG estima que 29 milhões de pessoas passem para a pobreza na América Latina

Por EFE

Madri, 20 maio – A pandemia da Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus, fará com que 29 milhões de pessoas passem a ser consideradas pobres na América Latina e ainda provocará deslocamentos internos em massa, segundo a ONG espanhola Ação Contra a Fome.

“A contratação da economia em 5% e o aumento de mais de 11 pontos percentuais no desemprego, segundo informe recente da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), farão desta a maior crise do último século”, disse Benedetta Lettera, responsável da ONG para a região, em comunicado.

America Arias, diretora no Peru da Ação Contra a Fome, destacou que as novas restrições para suspender o contato do novo coronavírus geral um impacto sobre as necessidades alimentares de milhões de pessoas. No país, mais de 165 mil pessoas pediram para deixar a capital, Lima, em consequência da perda de emprego.

A ONG trabalha com distribuição de alimentos e atua junto com equipes de proteção de saúde no Peru, assim como na Colômbia, Guatemala e Nicarágua, além de fazer acompanhando nutricional de crianças em situação de risco alimentar, em cidades muito povoadas.

 
Matérias Relacionadas