Movimento ‘Stop the Steal’ pressiona senadores republicanos que não apoiam Trump

Por Brehnno Galgane, Terça Livre

Após possíveis negligencias de membros do partido Republicano que não apoiam Trump, os líderes do movimento de protesto Stop the Steal na terça-feira (15) pressionaram senadores republicanos para tomarem uma providência em apoio ao presidente.

A medida visa desafiar os senadores republicanos que não se opõem aos votos eleitorais democratas durante a sessão conjunta do Congresso no mês que vem.

Rep. Mo Brooks (R-Ala.) e três representativas-eleitos confirmam que eles vão apresentar as objeções durante o dia 6 de janeiro de 2021, sessão conjunta.

“Estamos convocando pelo menos um senador para se juntar a eles”, disse Ali Alexander, o diretor do movimento, em uma entrevista coletiva em Washington.

“Vamos ter como alvo os senadores do Partido Republicano, e vamos priorizar aqueles que não estão conosco e vamos comemorar aqueles que estão com os eleitores”, disse Alexander.

A liderança republicana no Congresso rompeu notavelmente com Trump em uma série de questões. O exemplo mais recente foi o apoio a um projeto de lei de defesa nacional, apesar da ameaça de veto do presidente.

 

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas