Mirtilos protegem contra câncer e doenças do coração

Se você ainda considera os mirtilos ou blueberries como um deleite ocasional de verão, reveja seus conceitos. Pesquisas confirmam que comer apenas uma xícara por dia da fruta ajuda a afastar doenças cardíacas e câncer.

Em um novo estudo da Universidade Estadual da Flórida, pesquisadores descobriram que uma porção diária de blueberries pode ser a chave na luta contra as doenças cardiovasculares.

Eles realizaram um ensaio clínico duplo-cego, placebo-controlado, com 48 mulheres na pós-menopausa, com pré-hipertensão ou hipertensão no estágio 1. Todos os dias, metade das mulheres receberam um placebo ou 22 gramas de blueberry liofilizado em pó. O pó foi equivalente a uma xícara de blueberries frescas.

Leia também:
Suco de oxicoco ajuda a baixar a pressão arterial, segundo estudo
Kefir de água de coco: uma bebida altamente salutar
Sementes de abóbora: preciosas para a saúde

Durante o procedimento os pesquisadores avaliaram a pressão arterial das mulheres, bem como os seus níveis de óxido nítrico.

Eles também mediram a rigidez arterial usando a velocidade de onda de pulso tornozelo-braquial (VOP), considerada o padrão ouro na avaliação de dano arterial. A rigidez arterial é um sintoma da aterosclerose e é preditiva de risco cardiovascular. Ela indica que o coração tem de trabalhar mais para circular o sangue para os vasos sanguíneos periféricos.

Os resultados do estudo foram publicados no Journal of the Academy of Nutrition and Dietetics (Jornal da Academia de Nutrição e Dietética). Depois de apenas 8 semanas, as mulheres que tomaram o pó de blueberry tinham reduzido significativamente sua sistólica (5,1%) e diastólica (6,3%) da pressão arterial. As que tomaram placebo não tiveram mudanças.

Além disso, as mulheres que tomaram o pó de mirtilo reduziram sua rigidez arterial, em média, em 6,5%. Nenhuma mudança foi observada no grupo placebo.

Os pesquisadores atribuíram os efeitos benéficos a um aumento incrível de 68,5% nos níveis sanguíneos de óxido nítrico nas mulheres que tomaram o pó de blueberry. O óxido nítrico é conhecido por dilatar os vasos sanguíneos, por aumentar o fluxo sanguíneo e por abaixar a pressão arterial. O grupo placebo não apresentou alterações nos níveis de óxido nítrico.

Os autores notaram que os resultados eram “de significância clínica, porque eles demonstram que a pressão sanguínea pode ser favoravelmente modificada pela adição de um único componente alimentar (como, por exemplo, pelo mirtilo).”

Eles passaram a sugerir que “o consumo diário de mirtilo pode ser eficaz na prevenção da progressão de pré-hipertensão para hipertensão em mulheres na pós-menopausa.”

Muitas bagas contêm polifenóis que têm sido comprovadamente capazes de melhorar a pressão arterial, a função endotelial e a rigidez arterial. Logo, blueberries são uma das fontes mais ricas de polifenóis, incluindo flavonóides, ácidos fenólicos e estilbenos, que são poderosos antioxidantes.

Pesquisas anteriores mostraram que mirtilos silvestres também melhoram a função endotelial.

Um outro estudo descobriu que comer três ou mais porções de blueberries por semana reduz o risco de ataque cardíaco em até 32%.

Agregar mirtilos em algumas refeições na semana é uma atitude bastante saudável (Shutterstock)*
Agregar mirtilos em algumas refeições na semana é uma atitude bastante saudável (Shutterstock)*

Mirtilos aumentam as defesas contra o câncer

Os resultados da Universidade Estadual da Flórida foram apoiados por um outro estudo recente publicado na revista Nutrition Research.

Nesse estudo, pesquisadores da Carolina do Norte descobriram que a ingestão diária de blueberries ajudou as pessoas com pré-hipertensão a reduzirem significativamente a sua pressão arterial diastólica, em comparação ao grupo placebo.

Além disso, o estudo da Carolina do Norte também descobriu que blueberries aumentam as células natural killer (NK). As células NK são células brancas do sangue que desempenham um papel crítico na defesa do sistema imune contra os invasores externos, como vírus e tumores. Elas escaneiam o corpo a procura de células anormais e as destróem antes mesmo que elas possam evoluir para cânceres.

Os pesquisadores dividiram 25 homens sedentários e mulheres na pós-menopausa em dois grupos. Todos os dias um grupo recebeu um placebo, enquanto ao outro foram dados 38 gramas de mirtilo em pó. O pó foi equivalente a 250 gramas de frutas frescas.

Após seis semanas, o grupo usuário de mirtilo teve um aumento significativo das células NK. Os resultados foram consistentes com pesquisas anteriores pela mesma equipe, descobrindo que blueberries melhoram a contagem de células NK, diminuem o estresse oxidativo e a inflamação em atletas.

Outra pesquisa descobriu que as antocianinas presentes nos mirtilos podem ajudar a prevenir os danos dos radicais livres associados ao câncer.

Em pacientes obesos, mirtilos também foram responspáveis por melhorarem a sensibilidade à insulina e reduzirem os fatores de risco cardiovasculares.

Além de polifenóis, mirtilos são uma excelente fonte de vitaminas K e C, manganês e fibra. Durante os meses de verão, o ideal é consumí-los frescos. Fora de temporada, você pode facilmente encontrá-los congelados ou secos. Adicione-os a saladas, iogurtes, aveia ou smoothies. Ou apenas consuma uma mão cheia da fruta pura.

Este artigo foi publicado originalmente em www.GreenMedInfo.com

 

* Imagem de Shutterstock “Rice pudding with maple syrup and blueberries

 
Matérias Relacionadas