Inundações matam 53 pessoas no Paquistão

Paquistaneses caminham em meio a enchente que afetou o país recentemente (Rizwan Tabassum/AFP/Getty Images)

Pelo menos 53 pessoas morreram nos últimos dias em inundações no Paquistão, em várias regiões do país, disse hoje (5) o porta-voz da Autoridade de Gestão de Desastres paquistanesa (NDMA, sigla em inglês), Kamran Zia.

As autoridades paquistanesas preveem uma melhora do tempo e o NDMA acrescentou que, de modo geral, a situação está sob controle. “Em geral, a situação está estabilizada, sendo as áreas de Karachi [sul] e Jhal Magsi [no centro da província do Baluchistão, sudoeste do país] as mais preocupantes”, afirmou Zia, afastando qualquer risco de inundação nos grandes rios do país.

Em 2010, o Paquistão conheceu as piores inundações da sua história, na sequência de uma monção [época de chuvas fortes] particularmente intensa que, somada a um degelo também abundante, deu lugar a um volume fluvial que submergiu grande parte do país. Cerca de 2 mil pessoas morreram e mais de 20 milhões foram afetadas pelas inundações.

Em 2012, cerca de 500 pessoas morreram e perto de 5 milhões foram atingidas pelas chuvas torrenciais.

Esta matéria foi originalmente publicada pela Agência Lusa (via Agência Brasil)

Epoch Times publica em 35 países em 21 idiomas

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas