Hunter Biden possui ‘atividade financeira criminosa em potencial’ com a China, diz Senado dos EUA

Por Brehnno Galgane, Terça Livre

Nessa última quarta-feira (9), Hunter Biden, filho do candidato democrata à presidência Joe Biden, reconheceu que está sob investigação pelo Gabinete do Procurador dos EUA em Delaware, desde 2018, por causa de seus “assuntos fiscais”.

Hunter possui “atividade criminosa financeira em potencial” com cidadão chineses, diz ainda um pronunciamento do comitê do Senado americano.

relatório – preparado pelo comitê de Segurança Interna e Assuntos Governamentais do Senado – detalha as associações do jovem Biden com Ye Jianming, fundador da CEFC China Energy Co., e seu sócio comercial Gongwen Dong.

“Hunter Biden tinha associações comerciais com Ye Jianming, Gongwen Dong e outros cidadãos chineses ligados ao governo comunista e ao Exército de Libertação do Povo”, diz o comitê de segurança. “Essas associações resultaram em milhões de dólares em fluxo de caixa.”

De acordo com o relatório, o relacionamento de Hunter Biden com Ye Jianming e Gongwen Dong começou em 2015, enquanto o pai de Biden era vice-presidente do ex-presidente Barack Obama.

“As conexões de Ye com o governo comunista são extensas e Ye também estava financeiramente ligado ao irmão do vice-presidente Biden, James Biden”, diz o comitê do Senado. “Assim, existe uma vasta rede de conexões corporativas e transações financeiras entre a família Biden e os cidadãos chineses.”

Em 8 de setembro de 2017, segundo o documento divulgado pelo Senado, a empresa de Ye anunciou um acordo de US$ 9,1 bilhões para adquirir uma participação na Rosneft, uma empresa de energia estatal russa.

O relatório do Senado americano continua, expondo uma extensa rede de negociações com companhias chinesas e, além disso, um vasto ganho de capital favorável à família Biden.

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas