Huawei apresenta alternativa ao Android: o sistema operacional HarmonyOS

Por enquanto, a tendência é que o primeiro dispositivo a funcionar com HarmonyOS seja um televisor da Honor, a segunda marca da Huawei

Por Agência EFE

A Huawei apresentou nesta sexta-feira (9) o próprio sistema operacional, chamado HarmonyOS, que se torna uma alternativa ao Android em meio às perspectivas de que a guerra comercial entre China e Estados Unidos possa bloquear o uso do sistema do Google nos dispositivos da gigante da tecnologia chinesa.

No primeiro dia da Conferência de Desenvolvedores 2019, organizada pela empresa em Dongguan, no sudeste da China, a Huawei encerrou meses de rumores e especulações ao apresentar a nova plataforma, sobre a qual pretende construir o próprio ecossistema de software.

No evento, o diretor de Consumo da Huawei, Richard Yu, afirmou que ter um sistema operacional próprio é necessário para enfrentar os futuros desafios da era da internet das coisas. Yu também explicou que algumas das características do HarmonyOS já tinham sido implantadas em alguns modelos de smartphones.

Com a nova plataforma, que será de código aberto, a Huawei pretende fazer com que a experiência do usuário seja fluente em todos seus dispositivos.

Por enquanto, a tendência é que o primeiro dispositivo a funcionar com HarmonyOS seja um televisor da Honor, a segunda marca da Huawei.

“Se os EUA nos permitem utilizar o Android, sempre será a nossa preferência, mas, caso contrário, temos a capacidade de desenvolver o nosso sistema operacional e o seu ecossistema”, disse em 30 de julho, durante a apresentação dos resultados semestrais da Huawei, o presidente da empresa, Liang Hua.

Naquele momento, Liang manteve o mistério sobre o agora revelado HarmonyOS ao ser perguntado se o novo sistema já estaria pronto e se os telefones lançados nos próximos meses contariam com a inovação: “Vocês já verão com os próprios olhos como estamos preparados”, anunciou.

 
Matérias Relacionadas