Homens armados atacam dois trabalhadores chineses no Paquistão

Por Agência EFE

Dois indivíduos armados não identificados, que viajavam em uma motocicleta, atacaram dois trabalhadores chineses na quarta-feira, ferindo um deles, enquanto eles viajavam de carro para trabalhar na cidade de Karachi, capital financeira do Paquistão .

“Um cidadão chinês recebeu quatro tiros, três nos ombros e um abaixo da mandíbula, enquanto o outro que dirigia, felizmente, saiu ileso”, disse à EFE Zawar Hussain, chefe da delegacia de polícia local na área onde ocorreu o ataque .

Os dois chineses iriam trabalhar em uma fábrica têxtil na zona industrial da cidade de Karachi.

As autoridades não sabem o motivo do ataque e garantiram que as investigações continuam.

O ataque “aconteceu às 8h05 da manhã (3,05 GMT). Ainda não sabemos por quê, mas os cidadãos chineses estão seguros e a pessoa ferida está fora de perigo ”, disse Zawar.

O ataque ocorre duas semanas depois que um ônibus que transportava paquistaneses e chineses foi atacado com explosivos e caiu de um penhasco na área de Dasu, na província de Khyber Pakhtunkhwa, deixando 13 mortos.

Entre as vítimas estavam nove engenheiros chineses e quatro paquistaneses. O Paquistão inicialmente chamou o incidente de acidente, embora logo depois tenha admitido que foi um ataque terrorista.

Em uma declaração conjunta emitida em 24 de julho, Islamabad e Pequim expressaram sua firme determinação de encontrar os culpados do ataque e dar-lhes uma punição exemplar.

Vários dos projetos desenvolvidos por empresas chinesas no Paquistão fazem parte do Corredor Econômico China-Paquistão (CPEC), um projeto multimilionário financiado por Pequim com um investimento de 60 bilhões de dólares.

O CPEC, lançado em 2015, financia a construção de uma rota comercial que ligará a cidade de Kasghar, na província de Xinjiang , no noroeste da China , ao porto paquistanês de Gwadar (sudoeste) no Baluchistão, fornecendo uma porta de entrada ao gigante chinês para o mar da Arábia.

Por isso, a China e seus interesses são alvo de grupos terroristas e separatistas no país asiático.

Karachi é a capital financeira do Paquistão, onde vários projetos financiados pela China estão em andamento.

Entre para nosso canal do Telegram.

Siga o Epoch Times no Gab.

Veja também

 
Matérias Relacionadas