Guaidó condena visita do regime de Maduro a Cuba: ditadura financia “repressão e perseguição”

“Enquanto o mundo rejeita a repressāo e a perseguição, a ditadura de Maduro o financia em Cuba"

Por Alicia Marquez

O presidente da Venezuela, Juan Guaidó, criticou a visita do vice-presidente do regime venezuelano, Delcy Rodríguez, a Cuba acusando o regime chavista de financiar “repressão e perseguição”, bem como sua cooperação “na violação de direitos humanos “na ilha.

Há Cerca de uma semana de protestos pacíficos do povo cubano pedindo o fim do comunismo e da ditadura, bem como a liberdade em Cuba, a vice-presidente do regime de Nicolás Maduro, Delcy Rodríguez, viajou à ilha neste fim de semana e se reuniu no sábado com o  líder castrista Díaz-Canel, para expressar seu apoio ao regime e sua ” solidariedade mútua”.

Em resposta ao encontro de autoridades de ambos os regimes, Guaidó disse: “Enquanto o mundo rejeita a repressāo e a perseguição, a ditadura de Maduro o financia em Cuba. Há anos cooperam na violação dos direitos humanos”, condenou o encontro por meio de mensagem no Twitter.

“Essa foto representa o desprezo pelo ser humano, não representa os venezuelanos e cubanos que lutam pela liberdade e pela democracia”, disse ele também sobre a fotografia do encontro entre Rodríguez e Díaz-Canel.

“Tivemos um encontro extraordinário com o Presidente @DiazCanelB  e as mais altas autoridades de Cuba! Levamos a solidariedade de Pdte  @NicolasMaduro  e do povo venezuelano diante do criminoso ataque imperial contra o povo cubano! Sentimos o espírito invencível de Martí e Fidel”, escreveu a  autoridade do regime de Maduro no Twitter após seu encontro com Díaz-Canel no sábado.

Em mensagem à parte, e criticando duramente as ditaduras no mundo, Guaidó havia  escrito : “Pátria e Vida! É um grito que hoje os países democráticos e os democratas do mundo não podem ignorar. Devemos torná-lo nosso (…) para que os ditadores saibam que os seus tempos não são eternos”.

Díaz-Canel recebeu o vice-presidente do regime venezuelano na sexta-feira em Havana, que expressou o apoio e cooperação do regime de Nicolás Maduro ao regime de Castro de Díaz-Canel, em meio aos protestos pacíficos do povo cubano pedindo o fim do comunismo e ditadura, praticados desde 11 de julho passado.

Esta é a terceira visita em 2021 que Delcy Rodríguez faz como vice-presidente do regime a Cuba.

Cuba e Venezuela têm sido aliados políticos e econômicos desde que o falecido líder venezuelano Hugo Chávez assumiu o poder em 1999.

Desde 2001, ambos os regimes mantêm um acordo de cooperação mediante o qual Havana recebe petróleo bruto a preços preferenciais em troca do envio de serviços profissionais para a Venezuela, principalmente com as missões de médicos e professores.

Entre para nosso canal do Telegram.

Siga o Epoch Times no Gab.

Veja também

 
Matérias Relacionadas