Governo de Alberto Fernández sofre derrota nas primárias legislativas argentinas

Governistas foram derrotados pela aliança de centro-direita em 17 das 24 províncias argentinas

Por Italo Toni Bianchi, Terça Livre

O governo de esquerda do presidente Alberto Fernández foi surpreendido por uma derrota contundente nas primárias legislativas do último domingo (12) na Argentina.

Os governistas foram derrotados pela aliança de centro-direita em 17 das 24 províncias argentinas, de acordo com a agência RFI.

Os resultados definitivos deverão ser coletados em 14 de novembro, quando 127 das 257 cadeiras Câmara dos Deputados e 24 das 72 do Senado serão renovadas.

No entanto, a coligação opositora Juntos pela Mudança não dá o resultado preliminar como definitivo e prefere aguardar a votação de domingo para assegurar a vitória. Se o resultado se confirmar, os peronistas (que hoje estão dentro do governo de centro-esquerda de Fernández) perderiam maioria na Câmara e no Senado.

Com isso, nos próximos anos o presidente teria dificuldade em gerir a crise pós-COVID-19, uma vez que contaria com maior oposição.

Segundo o jornalista José Carlos Sepúlveda, essa derrota demonstra a insatisfação do povo argentino com o atual governo.

“Internacionalmente isso está repercutindo como uma demolidora derrota do oficialismo na Argentina. Isso mostra também uma inconformidade muito grande com o governo de esquerda da Argentina”, afirmou no Radar da Mídia dessa segunda-feira (13).

 
Matérias Relacionadas