FMI estima crescimento econômico de 3,6% para o Brasil em 2021

Por Agência EFE

O Fundo Monetário Internacional (FMI) indicou a expectativa de crescimento econômico do Brasil de 3,6% em 2021, de acordo com o relatório Perspectivas Econômicas Globais, que foi divulgado nesta terça-feira (26).

O órgão aponta um avanço de 4,1% para a América Latina como um todo, cinco décimos a mais do que foi previsto em outubro do ano passado.

Em 2020, a contração da economia da região foi de 7,4%, ainda de acordo com as informações divulgadas pelo FMI.

Além do Brasil, o relatório do Fundo Monetário Internacional apresenta apenas as previsões para o México, em que a expectativa de expansão é de 4,3% para este ano.

“Há muitos níveis diferentes de retração na região, muitos fatores estão em ação, incluindo o apoio fiscal fornecido. Estes são tempos muito difíceis para a América Latina”, afirmou Gita Gopinath, economista-chefe do FMI.

Sobre as economias emergenciais, o informe do Fundo advertiu para “dificuldades particulares” nos países exportadores de petróleo, diante da imprevisibilidade do setor de turismo, em virtude da lentidão na retomada dos voos internacionais.

Pesam também, segundo o FMI, as baixas perspectivas sobre aumento no preço do petróleo.

Entre para nosso grupo do Telegram.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas