FAO: Inflação de alimentos na América Latina e Caribe registra nível mais baixo em dois anos

(Agência Brasil)

A inflação mensal de alimentos da América Latina e do Caribe registrou seu nível mais baixo em dois anos, fechando em 0,1% em junho, informou a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) nesta quarta-feira (31). A queda nos preços de algumas frutas contribuiu para conter os preços dos alimentos na região, como foi o caso do limão e do tomate.

Segundo o informe de preços mensais divulgado pela FAO, a queda fez com que a taxa de inflação dos alimentos ficasse abaixo da inflação mensal geral regional pela primeira vez em mais de um ano. Em junho, a taxa manteve os mesmos 0,5% de maio.

Costa Rica, Equador, México, República Dominicana e Uruguai registraram variações negativas nas taxas de preços dos alimentos durante dois meses consecutivos. Brasil e Colômbia não apresentaram mudanças substanciais em suas respectivas taxas de inflação dos alimentos. Já as taxas do Chile e da Guatemala mais que duplicaram em junho na comparação com o mês anterior.

Esta matéria foi originalmente publicada pela ONU Brasil.

Epoch Times publica em 35 países em 21 idiomas

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas